Espinosa, meu éden

Espinosa, meu éden

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

1688 - Os novos integrantes do Hall of Fame do Rock and Roll

Desde o ano de 1986, o Rock and Roll Hall of Fame inclui na história da sua instituição grandes nomes da música mundial, artistas influentes, produtores e pessoas que tiveram ação impactante na indústria do Rock e do Pop. Na primeira cerimônia de introdução dos astros da música, foram agraciados com tal distinção nada menos que artistas como Chuck Berry, James Brown, Ray Charles, Sam Cooke, Fats Domino, The Everly Brothers (Don Everly e Phil Everly), Buddy Holly, Jerry Lee Lewis, Little Richard e Elvis Presley. Daí em diante foram muitos ícones homenageados, entre eles B. B. King, The Beatles (George Harrison, John Lennon, Paul McCartney e Ringo Starr), Bob Dylan, The Rolling Stones (Mick Jagger, Brian Jones, Keith Richards, Ian Stewart, Mick Taylor, Charlie Watts, Ronnie Wood e Bill Wyman), Stevie Wonder, Paul Simon e Art Garfunkel, The Jimi Hendrix Experience (Jimi Hendrix, Mitch Mitchell e Noel Redding), Elton John, Bob Marley, Rod Stewart, Led Zeppelin (John Bonham, John Paul Jones, Jimmy Page e Robert Plant), Pink Floyd (Syd Barrett, David Gilmour, Nick Mason, Roger Waters e Rick Wright), Bee Gees (Barry Gibb, Maurice Gibb e Robin Gibb), Bruce Springsteen, James Taylor, Michael Jackson, Queen (John Deacon, Brian May, Freddie Mercury e Roger Taylor), The Police (Stewart Copeland, Sting e Andy Summers), U2 (Bono, Adam Clayton, The Edge e Larry Mullen), R.E.M. (Bill Berry, Peter Buck, Mike Mills e Michael Stipe), Jeff Beck, Metallica (Cliff Burton, Kirk Hammett, James Hetfield, Jason Newsted, Robert Trujillo e Lars Ulrich), Genesis (Tony Banks, Phil Collins, Peter Gabriel, Steve Hackett e Mike Rutherford), Red Hot Chili Peppers (John Frusciante, Flea, Jack Irons, Anthony Kiedis, Josh Klinghoffer, Cliff Martinez, Hillel Slovak e Chad Smith), Nirvana (Kurt Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl) e Cat Stevens, só para ficar nos meus favoritos.

Yes

Pearl Jam

Neste ano, na 32ª Cerimônia Anual de Introdução ao Hall of Fame do Rock and Roll, a ser realizada no dia 7 de abril de 2017, no Barclays Center, em Brooklyn, Nova York, serão incluídos os nomes da Electric Light Orchestra - ELO (Bev Bevan, Jeff Lynne, Richard Tandy e Roy Wood), Joan Baez, Journey (Jonathan Cain, Aynsley Dunbar, Steve Perry, Gregg Rolie, Neal Schon, Steve Smith e Ross Valory), Nile Rodgers (Categoria: Award for Musical Excellence), Pearl Jam (Jeff Ament, Matt Cameron, Stone Gossard, Dave Krusen, Mike McCready e Eddie Vedder), Tupac Shakur e Yes (Jon Anderson, Bill Bruford, Steve Howe, Tony Kaye, Trevor Rabin, Chris Squire, Rick Wakeman e Alan White), escolhidos através dos votos de 900 músicos, jornalistas e críticos musicais e mais os votos online dos fãs do Rock and Roll Hall of Fame. Lembrando que uma das condições para a homenagem é que o artista tenha lançado o seu primeiro álbum há pelo menos 25 anos.
Desses agraciados com essa distinção, sou fã apaixonado do Yes e do Pearl Jam, gosto do Journey e admiro a trajetória da Joan Baez. Da Electric Light Orchestra, do Nile Rodgers e do Tupac Shakur não conheço quase nada. Mas nunca é tarde para conhecer, não é mesmo?
Um grande abraço espinosense.









1687 - Um belo gesto de amor

A história é a seguinte. Um cidadão americano, quando contava com seus 16 anos de idade, ganhou de presente de seus pais um velho Chevrolet modelo Bel Air, ano 1955. Era o seu primeiro automóvel! Foi uma alegria só. 
Aconteceu que pouco mais de um ano depois, sua irmã foi com o carro para a Califórnia. Na viagem, o velho carro acabou quebrando. Sem o consultar, sua irmã acabou vendendo o carro para um ferro-velho de lá. Essa notícia o deixou arrasado, pois o carro tornara-se sua paixão. 
Já bem idoso, ele tinha dois sonhos. Um, era conseguir ser dono da própria casa. O outro, era ter de volta aquele velho Chevrolet Bel Air 1955.
Seu neto Michael então batalhou e conseguiu realizar o primeiro sonho dele. Comprou-lhe uma casa. Veja no segundo vídeo logo abaixo. Mas ainda viria mais emoção adiante. Veja com seus próprios olhos no primeiro vídeo. Tentei encontrá-los com legendas em português, mas infelizmente não achei. Mas as imagens falam por si.
Cheguei a este vídeo a partir de uma publicação no Facebook do meu amigo e companheiro de futebol na AABB MOC, Rodrigo Flávio, a quem agradeço a dica. 
Espero que se emocionem tanto quanto eu. Fazer o bem é uma das melhores coisas da vida. Todos ganham absurdamente, os que dão e os que recebem. Experimente!
Um grande abraço espinosense.

    



domingo, 19 de fevereiro de 2017

1686 - O bloco "Raparigas do Bonfim" agita o Carnaval de Montes Claros

Há quem diga, e com certa razão, que Montes Claros não tem Carnaval. Nessa época em que algumas cidades grandes e pequenas promovem seus festejos carnavalescos atraindo milhões ou milhares de foliões entusiasmados, certamente Montes Claros não atrai quase ninguém, pelo menos que eu saiba. Mas aqui existe Carnaval sim. Meio escondido, é certo, mas quem quiser curtir os quatro dias de folia basta procurar que achará algum local para se esbaldar na folia. No Bairro Morada do Parque mesmo, há uma maravilhosa folia de Carnaval no velho estilo de cidade do interior, com participação de toda a comunidade do bairro, com uma bandinha tocando marchinhas, crianças e adultos fantasiados, barraquinhas de comidas e bebidas e muita, mas muita animação. Estive lá no ano passado e adorei. Na AABB haverá shows com músicas carnavalescas nos quatro dias do Carnaval, onde se apresentarão as bandas Os Charadas, Lá Maior e Sassaricando. No domingo, dia 26, haverá Matinê de Carnaval Infantil a partir das 14 horas, no salão de festas do clube, com muitas brincadeiras para a criançada. Não tenho maiores informações, mas parece que em muitos bairros da cidade, também desfilarão blocos carnavalescos.
Na tarde deste sábado, 19 de fevereiro, a Praça dos Jatobás ficou cheia de animados foliões, jovens na grande maioria, que foram prestigiar o bloco "Raparigas do Bonfim". Criado no ano passado por uma turma da cidade, o bloco carnavalesco homenageia no nome o falecido cantor e compositor Elthomar Santoro, nascido em São João da Ponte e radicado em Montes Claros, autor da popular canção de mesmo nome. 
A praça ficou repleta de muita gente bonita e animada, de todas as tribos e idades, na maior paz e harmonia, como deve ser. Tudo na maior Democracia. Havia barraquinhas vendendo cerveja, mas muita gente levou sua própria bebida em caixas de isopor, sem o menor problema, afinal a festa é do povo. Que assim continue a ser, sempre, tudo na maior tranquilidade. Para minha surpresa, encontrei, na enorme fila de carros estacionados na praça e na avenida próxima, um automóvel com placa de Espinosa. De quem será?
Um grande abraço espinosense.



















 








1685 - Nova engenheira química, Carol Tolentino

Depois de algumas tristes notícias, com a partida de grandes nomes da sociedade espinosense, eis que aparece uma novidade super positiva, que merece todas as comemorações. 
A jovem Carol Tolentino Brandão, ou apenas Rol, como é carinhosamente chamada pelos íntimos, filha dos meus amigos Rossana Tolentino e Luiz Cláudio Brandão (o famoso e sempre brincalhão Claudão), formou-se há poucos dias em Engenharia Química pelo Instituto Federal do Norte de Minas Gerais - IFNMG.
À Carol, aos seus pais e demais familiares, o meu reconhecimento pela grande vitória alcançada e o meu anseio sincero de que sua jornada pessoal e profissional tenha todo o sucesso possível, com muita saúde, muitas conquistas e felicidade completa.
Um grande abraço espinosense.


1684 - Um "pulinho" em Sampa

Nada como um bom motivo para tirar a gente da inércia e nos fazer alçar voo pelo mundo. O casamento do meu sobrinho Juninho foi a mola propulsora para que eu finalmente pudesse visitar pela primeira vez a maior metrópole da América Latina, São Paulo. Com seus 463 anos de existência, a Terra da Garoa, com toda a sua grandiosidade, primeiramente assusta aos menos viajados como eu. Mas é só sair caminhando pelas ruas da cidade para o medo aos poucos ir se esvaindo. O que se percebe claramente, sem nenhum esforço, é um cotidiano frenético de homens e mulheres batalhando duramente pela sobrevivência. São gente como a gente, trabalhadores nos mais variados tipos de ocupação se esforçando para ganhar a vida todo santo dia.
Como bom observador, vi gente das mais diferentes estampas. Gente tatuada, com cabelos coloridos, gente idosa impecavelmente vestida, gente ávida pelas compras, trabalhadores entupindo os trens do metrô, orientais em boa quantidade, ambulantes vendendo de tudo, até o nosso tão conhecido umbu. Tem de tudo um pouco, até alguns engravatados suando em bicas na tarde calorenta de Sampa. É interessante que você chega carregando aquela ideia de violência extrema espalhada pela mídia, com assaltantes em cada esquina, mas basta um breve passeio a pé pelas ruas e você se sente muito seguro. Percebi a presença de muitos policiais fazendo suas rondas ou estrategicamente postados nos pontos mais movimentados das ruas, o que deixou-me bastante tranquilo quanto à segurança. Outra constatação minha foi a boa quantidade de áreas verdes espalhadas pela cidade, famosa pelos seus milhares de arranha-céus. Muito bem arborizada a metrópole, gostei.








Nossa fugaz visita a São Paulo durou apenas um dia e meio, tempo completamente insuficiente para conhecer o mínimo necessário, o que não significa que não tenha valido a pena. Voltei encantado com a quantidade de árvores, com a beleza das velhas construções, com as inúmeras opções culturais e com a limpeza dos espaços públicos, como observado no Aeroporto Internacional de Guarulhos, no Mercado Municipal e no Terminal Rodoviário Tietê. 
É óbvio que nem tudo são flores na cidade grande. Há muita pobreza visível nas ruas. Em alguns lugares dói profundamente o coração ver seres humanos jogados nas calçadas, deitados debaixo do sol inclemente, sem que os órgãos públicos consigam resolver tal situação de tristeza e abandono. É realmente muito triste e desalentador. 
Como não podia deixar de ser para quem se hospedou no centro da cidade, a visita à famosa Rua 25 de Março tinha de acontecer, claro que por insistência da esposa. Foi uma prova de resistência aguentar tanta visita a lojas e mais lojas dos mais variados produtos. Mas também experimentei outras descobertas, estas mais agradáveis. Uma ida à Galeria do Rock valeu muito a pena. Camisetas, tatuagens, instrumentos musicais e discos de todos os tipos à disposição dos aficionados pelo Rock and Roll. Consegui encontrar por uma pechincha um disco que há muito desejava comprar. O álbum duplo do David Gilmour, "Live in Gdansk" estava na promoção por apenas R$ 20,00 (normalmente custaria uns R$ 60,00) e aí, claro, levei para casa na hora, uai. O álbum "No Quarter", de Jimmy Page e Robert Plant, também. Mas ficou só por aí, mesmo que a vontade fosse de levar a loja inteira para casa. Outra ótima visita foi na Livraria Cultura, localizada na Avenida Paulista, meca da economia paulistana. Três andares de livros de todas as áreas do conhecimento humano. Uma maravilha! Uma ida a uma livraria deste tamanho serve para nos dar conta, mais uma vez, da nossa imensurável ignorância. Quanta informação e sabedoria estão disponíveis em todas aquelas páginas e que a gente jamais terá condição de assimilar! Para não sair de mãos vazias, mais uma boa pechincha. A autobiografia da sempre irreverente roqueira Rita Lee estava em promoção, então não se podia perder a chance.




Depois de um dia cansativo, nada como uma saidinha à noite para tomar uma cerveja e relaxar da desgastante caminhada diurna. E melhor ainda na companhia dos amigos Wagner e Joana, que também estavam na cidade. Combinamos então de ir a um dos shoppings mais chiques de Sampa, o JK Iguatemi, que tem lojas de marcas caríssimas como Gucci, Prada, Ermenegildo Zegna, Dolce Gabbana e Chanel. Cacife para comprar alguma coisa, nem pensar! Tal façanha só mesmo para as madames dos poderosos magnatas, ou então para alguma mulher de político "propineiro", como muitos que conhecemos tão bem. Mas pelo menos o shopping não cobra para andar pelos seus amplos corredores, impecavelmente limpos e lustrosos. Então estivemos lá no restaurante Ici Brasserie, no 3º piso, onde saboreei uns chopes de R$ 10,00, os mais baratos lá disponíveis. Valeu muito a noite, pela oportunidade de conhecer um templo da elite paulistana e pela alegria de reencontrar os amigos queridos e conhecer o Fernão, amigo do pessoal.




Ah, uma boa dica para você. Fomos de avião, pela Gol. Se você conseguir comprar sua passagem com antecedência, pagará um valor muito mais barato que a passagem de ônibus. Para você ter uma ideia, a passagem de ônibus da Gontijo de Montes Claros a São Paulo custa cerca de R$ 210,00 a ida e R$ 200,00 a volta. Na Gol, dependendo do tempo de antecedência, a passagem de ida tanto como a de volta podem sair por apenas R$ 110,00 cada. Uma maravilha! Recomendo, vale a pena. Ao contrário da viagem de ônibus, super cansativa, que dura umas 16 horas, a aérea dura pouco mais de uma hora, sem sobressaltos.


 


Logo depois de ir a Atibaia e ao casamento em Bragança Paulista, estava na hora de retornar ao velho e amado Sertão. Cansado, mas plenamente recompensado pela perceptível e radiante felicidade de Débora e Juninho, dos seus familiares e amigos e pela chance de visitar a maior cidade do país. Talvez um dia eu volte para conhecer de fato essa maravilha de lugar, que tanto tem a oferecer aos seus visitantes. Que assim seja!
Um grande abraço espinosense.        

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

1683 - Aniversário de Analu

A meiga e esperta garotinha Analu completou seis anos de idade nesta sexta-feira e para comemorar tão importante data, seus pais, Marcelo Araújo Silva e Lucila Mileney Gonçalves Lopes Silva, reuniram familiares e amigos no RafariH Espaço de Festas, em Montes Claros. 
Com trabalho apurado do decorador Rondinely sobre o tema princesas, o evento reuniu dezenas de amiguinhos da aniversariante para brincar, se divertir e se encantar com o teatrinho sobre a história de Rapunzel. Também se esbaldaram no escorregador e no pula-pula e se deliciaram com a enorme quantidade de doces e guloseimas à disposição dos pequenos (e dos grandes também). Estava tudo muito organizado e bonito.
A Analu, os parabéns pelo aniversário e o desejo de que seus passos neste mundo sejam acompanhados de perto por seus anjos da guarda, protegendo-a de todos os perigos e males. Que a sua jornada terrena seja abençoada por Deus, com muita saúde, sucesso profissional, felicidade nos relacionamentos e sonhos concretizados.
Um grande abraço espinosense.