Espinosa, meu éden

Espinosa, meu éden

sábado, 18 de abril de 2015

1226 - Descanse em paz, Dona Yvonne!

Nem sei se havia previsão meteorológica, mas o céu se escureceu repentinamente no início da noite desta sexta-feira, derramando sobre a cidade de Montes Claros uma boa e bem vinda quantidade de chuva. 
Talvez essa bênção dos céus tenha vindo para servir de cenário para a despedida da professora Yvonne de Oliveira Silveira, que viajou de repente deixando este nosso louco mundo. 
Dona Yvonne é um ícone da educação e da cultura da cidade de Montes Claros. Nascida em 30 de dezembro de 1914 na cidade, ela espalhou o seu carisma, a sua humildade, o seu conhecimento, a sua sabedoria a todos os que cruzaram o seu caminho, despertando talentos e vocações com a sua bendita arte de ensinar. Deu aulas em várias escolas da cidade; escreveu livros; foi Diretora da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras do Norte de Minas, a Fafil; foi professora de História das Artes no Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernandez e Presidente da Academia Montesclarense de Letras. 
Eu sempre a admirei e tive a grata satisfação de conhecê-la em um evento em que ela foi homenageada. Não poderia perder essa oportunidade única de cumprimentá-la e abraçá-la fraternalmente. Não tive dúvidas. Solicitei uma fotografia ao seu lado e fui prontamente e gentilmente atendido. Uma honra imensa estar ao lado de uma das mais dignas e respeitáveis personagens da história de Montes Claros. Em meio a tantos péssimos exemplos de desonestidade e imoralidade que explodem por todo o país na atualidade, aqui inclusive, nos enchendo de tristeza e vergonha, nada como ter como espelho uma senhora de um coração sereno e acolhedor, de uma cultura riquíssima, de uma vitalidade ímpar e de uma conduta centenária de inatacável integridade moral.
Que Dona Yvonne Silveira descanse em paz, serenamente como sempre em vida e com a certeza de que a sua trajetória serviu de exemplo e encaminhamento para o caminho do bem de milhares de jovens que tiveram a sorte e a honra de passar pelo seu caminho. Missão cumprida, grande Mestra!
Um grande abraço espinosense.



quinta-feira, 16 de abril de 2015

1225 - Uma lembrança dos bons tempos do futebol de Espinosa

Se você me perguntar quem foi o maior craque do futebol que eu vi jogar em Espinosa, não terei a mínima dúvida em afirmar que foi Kita, que era da nossa vizinha cidade baiana de Urandi e de quem sempre fui um grande admirador. E o segundo melhor? Na minha humilde opinião foi um que eu tive a alegria e a felicidade de jogar por muito tempo ao seu lado, o craque Elton Gomes, o meu amigo Tatuzinho. E os demais? Aí a coisa fica mais complicada, pois a relação de grandes jogadores de Espinosa é enorme. Dos que eu tive o privilégio de jogar junto ou vi atuando cito Sidney Castro, Roberto Pé-Duro, Téo (Zé Neguinho), Fonso, Ernanni, Gena, Jorginho, Dai, Tarcisinho etc etc etc. Corro até o risco de ser massacrado por não poder listar todo mundo aqui. A lista é interminável e eu poderia ainda incluir jogadores de outras cidades que jogaram por aqui, casos de Itamar e Luiz Fonfon, de Monte Azul. Então, vou parar por aqui pois a lista seria enorme. 
Nos dias de hoje o que me entristece é que o futebol de Espinosa está em um processo de tamanha decadência que eu não ouço falar de nenhum craque criado na cidade nos últimos tempos. Até pela falta de times com apresentações regulares, como acontecia na época de ouro do futebol da cidade, quando a rivalidade entre Santa Cruz e Espinosense (ex-M. Teixeira) fazia a alegria dos torcedores. Torcedores esses que enchiam as laterais e as linhas de fundo do conhecido Campão, um campo de futebol sem vestiário, sem arquibancada, sem muro, sem gramado, pelo simples prazer de torcer pelo seu time do coração. E esse entusiasmo também se propagava com as equipes de jovens e de crianças, com centenas de bons jogadores espalhados por todos os bairros da cidade.
Para relembrar esses bons tempos, publico duas fotografias dos maiores adversários da época, Santa Cruz e Espinosense. Essas fotografias me foram gentilmente cedidas por Gilberto, grande jogador de futebol de Monte Azul, a quem encontrei na Semana Santa em Espinosa. Consegui mais algumas fotografias com ele e pretendo ir publicando aqui aos poucos. Aproveito para agradecê-lo pela imensa boa vontade em me permitir copiar as fotos que ele guarda com tanto cuidado e carinho.
Para matar as saudades daquele tempo bom e inesquecível do animado e criativo futebol de Espinosa, uma pequena homenagem aos grandes esportistas Téo, Paulão e Carlinhos Pé-de-Chumbo, que já não estão mais aqui conosco, mas que deixaram nas nossas mentes as suas histórias e épicas atuações futebolísticas.
Um grande abraço espinosense.

Santa Cruz:
Péba, Roberto Pé-Duro, Téo, Paulão, Merindão e Lucídio;
Bertoldo, Tarcisinho, Valdomiro, Dim e Dai.

Espinosense:
Valdeci, Acy, Téo, Carlinhos Pé-de-Chumbo, Chico e Roberto Pé-Duro;
Tone Lacrau, Fonso, Dim, Kita e Ju.
 

1224 - O som suave e prazeroso de Ingrid Michaelson

Se você gosta de música de qualidade, de uma voz suave, marcante, linda e encantadora, você precisa escutar Ingrid Michaelson. A cantora e compositora americana nasceu em Staten Island, Nova Iorque, aos 8 de dezembro de 1979. Seu nome de batismo é Ingrid Ellen Egbert Michaelson.
Ela compõe e canta divinamente canções pop, indie e folk que tratam das relações humanas no cotidiano, com suas alegrias e tristezas, amores e angústias. Algumas de suas músicas foram utilizadas em episódios de várias séries da TV americana, entre elas "The Vampire Diaries", "Scrubs", "Pretty Little Liars", "Body of Proof", "Bones", "Grey's Anatomy", "In Plain Sight" e "One Tree Hill".
Desde 2005 ela já gravou 5 álbuns, todos eles pelo seu selo independente Cabin 24 Records, o que lhe rendeu uma significativa popularidade. Ingrid toca piano, violão e ukelele e também é bastante envolvida com causas comunitárias. Ah, e se já não bastasse tudo isso, ela é linda e tem um sorriso encantador.

Álbuns lançados:
2005 - Slow the Rain 
2007 - Girls and Boys
2008 - Be OK
2009 - Everybody
2012 - Human Again
2014 - Lights Out

Músicas do seu mais recente álbum: "Lights Out"
1) Home
2) Girls Chase Boys
3) Wonderful Unknown (feat. Greg Laswell)
4) You Got Me (feat. Storyman)
5) Warpath
6) Handsome Hands
7) Time Machine
8) One Night Town (feat. Mat Kearney)
9) Open Hands (feat. Trent Dabbs)
10) Ready to Lose (feat. Trent Dabbs)
11) Stick
12) Afterlife
13) Over You (feat. A Great Big World)
14) Everyone is Gonna Love Me Now


Eu me encantei com o talento da garota americana. Uma grata surpresa na música atual. Espero que gostem assim como eu.
Um grande abraço espinosense.







domingo, 12 de abril de 2015

1223 - Que maravilha! Cinema na praça em Espinosa

O projeto não poderia ser mais bem intencionado. A época certamente é bastante propícia, já que a cidade não proporciona as mínimas condições de lazer à sua população, sacudida atualmente por uma onda preocupante de violência. O local, então, não poderia ser mais adequado: a Praça Antonino Neves, que por anos e anos acolheu o excelente Cine Coronel Tolentino, comandado por Nelito e Tidim, que tantos momentos de magia nos proporcionou. 
Estou falando do Cine Sesi Cultural, um projeto itinerante que tem como objetivo levar às pequenas cidades do interior do país sem cinema, as maravilhas da sétima arte, com exibição de filmes de curta e longa metragens, além de oferecer oficinas de cinema de animação (stop motion), para jovens e adultos. E tudo isso acompanhado de tapete vermelho e pipoca de graça para a plateia. As películas são apresentadas nas praças através de uma grande tela que mede 12 metros de largura por 5 de altura, num total de 60 metros quadrados de projeção.



Em Espinosa a programação nos dias 10, 11 e 12 de abril (sexta, sábado e domingo), mostrou os filmes "Cine Holliúdy", "O Menino e o Mundo" e "A Era do Gelo 4". 
O Cine Sesi Cultural é um projeto idealizado pela diretora de criação Lina Rosa Vieira e patrocinado pelo Sesi, o Serviço Social da Indústria. O projeto já passou por mais de 600 cidades do interior de 12 estados do país, alcançando um público de mais de 4 milhões e quinhentas mil pessoas, algumas delas que nunca tinham visto cinema na vida. Tal iniciativa busca incentivar a reabertura ou abertura das salas de projeção nas pequenas cidades, ao proporcionar a mágica experiência cinematográfica nas comunidades, onde geralmente poucos tiveram essa oportunidade.



Para conhecimento de quem ainda não sabe:
O Serviço Social da Indústria (SESI) foi criado em 1º de julho de 1946 e é uma instituição aliada das empresas no esforço para melhorar a qualidade da educação e elevar a escolaridade dos brasileiros. Também ajuda a criar ambientes de trabalho seguros e saudáveis e a aumentar a qualidade de vida do trabalhador.    
Com 1.304 unidades espalhadas pelo Brasil, o SESI mantém uma rede de escolas que oferecem educação básica, educação de jovens e adultos, educação continuada e acompanhamento pedagógico para trabalhadores da indústria e seus dependentes. A instituição também mantém uma rede de bibliotecas, teatros e espaços culturais que facilitam o acesso dos brasileiros ao conhecimento e às artes.
Nas pistas de atletismo, piscinas, quadras para jogos e campos de futebol instalados em clubes e centros de atividades do SESI, os trabalhadores e a comunidade encontram programas que estimulam a prática de exercícios físicos, atividades esportivas, lazer e integração social.
Para complementar esse trabalho, o SESI mantém programas de prevenção a doenças. São ações que promovem a saúde dos industriários e suas famílias. Ao buscar a educação de qualidade, o bem-estar dos trabalhadores e estimular a gestão socialmente responsável das empresas, o SESI desempenha um papel decisivo para o aumento da competitividade da indústria e o desenvolvimento sustentável do Brasil. 
fonte: portaldaindustria.com.br

Em Minas Gerais, esta é a nona edição do Cine Sesi, que já atendeu a mais de 460 mil espectadores, de 109 municípios. 
Confira a programação de 2015:



Uma verdadeira festa para a comunidade espinosense. A oportunidade de poder sair de casa no fim de semana, em completa segurança, e ter acesso ao mundo mágico do cinema, tudo gratuitamente, tem que ser muito comemorada. Como seria maravilhoso poder ter acesso fácil ao cinema na cidade, não só pelo mundo de sonhos e realidade que ele nos propicia, bem como uma alternativa cultural de qualidade em virtude da péssima programação que atualmente temos nas televisões abertas. Que projetos como esse se multipliquem pelo país e permaneçam ativos por longo tempo.
Fonte: cinesesi.com.br - Algumas fotos: Ivory Tolentino (A quem agradeço)
Um grande abraço espinosense. 

sábado, 11 de abril de 2015

1222 - Quem seguirá adiante?

Depois de ótimos resultados conquistados na disputa da fase de grupos da Copa Bridgestone Libertadores da América, Atlético e Cruzeiro voltam suas atenções para os jogos decisivos das semifinais do Campeonato Mineiro, que se iniciam na tarde deste domingo. O primeiro confronto acontecerá às 16 horas deste domingo, dia 12 de abril, com o mando de campo do Atlético e a partida sendo realizada no Estádio Independência. Mais uma vez, de forma lamentável, somente terão acesso ao estádio para assistir ao jogo, os torcedores alvinegros, em função da intolerância inacreditável que impede que torcidas rivais possam fazer juntas o mágico espetáculo do futebol em clima de paz e harmonia. Até quando, meu Deus, assistiremos à tamanha aberração?

Futebol é alegria, prazer, felicidade de estar ao lado dos amigos,
sejam eles atleticanos ou cruzeirenses, sempre em paz e harmonia

O Cruzeiro vem de vitória tranquila sobre o fraco time venezuelano do Mineros de Guayana, pelo placar de 3 x 0, em partida disputada no Mineirão, com gols anotados por Arrascaeta, Leandro Damião e Henrique. A equipe bicampeã brasileira, comandada competentemente pelo técnico Marcelo Oliveira, ainda não conseguiu apresentar um futebol parecido com aquele das temporadas anteriores, muito em função da severa reestruturação promovida no elenco celeste com a saída de vários jogadores fundamentais tais como Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Lucas Silva. Outros bons jogadores como Dagoberto, Borges, Marcelo Moreno e Nílton também deixaram o clube, criando imensas dificuldades para o treinador conseguir encaixar a nova equipe.


O Atlético, por sua vez, aparece bastante motivado e confiante após a difícil vitória contra o time colombiano do Independiente Santa Fé, conquistada com muita raça e suor no Estádio Independência na última quinta-feira, por 2 x 0, gols de Carlos e Guilherme. A equipe campeã da Copa do Brasil no ano passado, sob o comando do treinador Levir Culpi, sofreu uma baixa significativa com a saída do atacante Diego Tardelli, mas por outro lado se reforçou plenamente com a contratação do ótimo atacante argentino Lucas Pratto que, com sua garra, dedicação e faro de artilheiro, caiu imediatamente nas graças da apaixonada Massa Atleticana. O time da Cidade do Galo ainda se reforçou com o armador colombiano Sherman Cárdenas, contratado ao Atlético Nacional, da Colômbia, e a recuperação física de jogadores importantes que estavam lesionados, casos do meia-atacante Guilherme, do zagueiro Leonardo Silva, do lateral direito Marcos Rocha e do lateral-esquerdo Douglas Santos, que fizeram uma falta enorme nos dois primeiros jogos do time na Libertadores, quando o time saiu derrotado.


Mesmo que no momento, a qualidade técnica e o desempenho dos dois grandes times de Minas estejam bem distantes do apresentado no ano passado, é certo que teremos nos jogos decisivos das semifinais, muita rivalidade em campo, emoção de sobra nas torcidas, tensão constante em ambos os lados, disputa acirrada pela bola, nervos à flor da pele e, claro, alguma polêmica.
O que espero é que os torcedores se conscientizem de uma vez por todas que o futebol é apenas um jogo, que somos apenas adversários e não inimigos, e façamos desse combate de gigantes pela chance de chegar às finais do Campeonato Mineiro, apenas um confronto de equipes de futebol, sempre com respeito aos rivais e em perfeito clima pacífico e harmonioso. E que vença o melhor!
Um grande abraço espinosense.

  

sexta-feira, 10 de abril de 2015

1221 - População de Espinosa promove manifestação contra a violência

Na tarde desta quinta-feira, 09 de abril, comerciantes, trabalhadores, estudantes, autoridades e parcela significativa da sociedade espinosense saíram às ruas da cidade para protestar pacificamente contra a situação caótica porque passa a cidade de Espinosa na questão da segurança pública. Muitos comerciantes fecharam as suas lojas e os funcionários foram dispensados para participar da manifestação. O evento foi idealizado e promovido pela ACE/CDL.
Nos últimos meses a cidade de Espinosa tem registrado uma quantidade absurda de crimes contra o patrimônio, com roubos e assaltos violentos, deixando a população deveras assustada. Antes um lugar tranquilo e sossegado, a situação atual é de medo e perplexidade.
Cansada de esperar uma ação efetiva das autoridades constituídas no combate urgente a essa situação alarmante, a população resolveu se unir e expressar toda a sua preocupação e o seu descontentamento com o atual cenário social na cidade, saindo às ruas em uma grande manifestação.



Importante ressaltar que, dias atrás, uma comitiva formada pelo empresário e político Mílton Barbosa Lima, o editor do Jornal de Espinosa, Wagner Oliva, um representante dos agropecuaristas, José Márcio, e outro dos empresários, Gleisomar, ao lado do deputado estadual Paulo Guedes, estiveram na capital mineira para solicitar ações mais efetivas da Polícia Militar no combate à violência na cidade de Espinosa. Eles foram recebidos pelo comandante geral da Polícia Militar, o Coronel Bianchine, que prometeu mandar consertar as viaturas quebradas, disponibilizar novas viaturas e aumentar o contingente policial, entre outras ações administrativas.


Como resposta a tantas reivindicações da população e de alguns dos seus representantes, nesta sexta-feira a cidade amanheceu com muitas viaturas e policiais nas ruas e um helicóptero da Polícia Militar dando cobertura a uma operação policial denominada "Limpa Espinosa", com o cumprimento de vários mandados de busca e apreensão. A operação é comandada pelos delegados da Polícia Civil, Dr. Herivelton Ruas Santana e Dr. Mauro Pinho, e do capitão da Polícia Militar, Fred Lessa.


Merece aplausos essa reação coordenada, pacífica e consciente da população espinosense, da ACE/CDL (brilhantemente conduzida pela jovem empresária Emanuela Almeida) e do conjunto da sociedade que, sentindo na pele as consequências do aumento da violência, resolveram não mais ficar esperando uma solução e partiram para a ação efetiva. Que a luta não cesse até que as coisas realmente se resolvam, trazendo de volta à nossa querida cidade a paz e a harmonia que sempre nos caracterizaram.
Um grande abraço espinosense.
Fonte e fotos: Jornal de Espinosa.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

1220 - O estado das coisas em Espinosa

Estive revendo familiares e amigos em Espinosa neste feriadão da Semana Santa e, como sempre, procurei saber do pessoal como andam as coisas na cidade. Entre as notícias que recebi, algumas são desalentadoras, outras mantém firme a minha esperança de dias melhores.
A violência na cidade, com vários assaltos e roubos praticados ultimamente, é uma das maiores preocupações da comunidade. A proliferação do tráfico e consumo de drogas assusta os moradores, que pretendem fazer ainda nessa semana uma manifestação solicitando uma atuação mais eficiente das autoridades competentes. As obras paradas da Escola Técnica e da Estação de Tratamento de Esgoto deixaram-me desapontado. A seca, a poluição ambiental, o descarte indevido de lixo na cidade e nos rios e a presença de animais soltos nas ruas e na rodovia também continuam, de forma triste e perigosa.
Mas a confiança no futuro permanece intacta, ainda mais agora com a chegada da bendita chuva. O recadastramento biométrico é uma realidade animadora e o excelente trabalho realizado pelos funcionários do cartório continua célere e fundamental para a lisura dos próximos processos eleitorais. 
Confesso que administrei mal o meu tempo na cidade e não pude coletar mais informações e fotografias sobre os acontecimentos atuais, como fiz em outras oportunidades, mas trago a vocês um mínimo panorama do que vi, tanto do lado bom como do lado ruim. Aos que moram longe, é uma oportunidade para rever imagens da nossa tão amada Espinosa e do seu povo sempre acolhedor.
Um grande abraço espinosense.

As coisas para se lamentar na cidade.

O Rio Verde Pequeno, em pleno mês de abril, já não corre mais

Apenas poças d´água barrenta no nosso cartão postal

Vísceras de animais jogadas nas margens do Rio Verde Pequeno

Lixo descartado na beira do Rio Verde Pequeno

Um verdadeiro descaso com a Natureza, com lixo para todo lado

"Cuidar do meio ambiente é obrigação de todos"
Parece que ninguém consegue ler e entender a mensagem
Lamentável!

Um velho e triste problema: lixo e animais soltos nas ruas

Uma das casas mais emblemáticas e belas da cidade
está à venda e pode desaparecer

Agora as coisas boas da cidade.

O recadastramento biométrico conduzido com total eficiência
pelos funcionários do Cartório Eleitoral
O bar de Zade passando por reformas
Muita gente construindo belas casas nos seus sítios próximos às barragens
Mais um espaço de ótima qualidade para a prática do esporte na cidade
O investimento na saúde com a construção da moderna clínica
do Dr. Heron merece elogios
A abençoada chuva que lava a nossa alma finalmente aparece
para renovar as esperanças



O reencontro com os familiares e amigos
Só tenho a agradecer a recepção carinhosa de Heron,
Cebolinha e do pessoal do futebol no sítio 
A turma da pelada na AABB, sempre amiga e calorosa
O papo colocado em dia com os amigos
O feliz reencontro com velhos e especiais amigos de vida e de bola
É gratificante rever figuras especiais da cidade
em clima de amizade e paz 
Como é bom ver grandes amigos, ferrenhos adversários no futebol,
em completa paz e harmonia! 
Mesmo com tamanha inconsequência de parte da população,
que polui ignorantemente os nossos rios, a Natureza mantém-se
forte e soberana, com suas nuvens brancas, um céu azul de infinita beleza
e os pássaros que ainda voam livres pelo espaço

quinta-feira, 2 de abril de 2015

1219 - Uma boa descoberta no Lollapalooza 2015: Far From Alaska

Mulheres jovens e bonitas plenamente produzidas, com suas coroas de flores nas cabeças, cabelos coloridos, tatuagens as mais diversas, diversidades nas vestimentas, óculos escuros em profusão, milhares de celulares, selfies e mais selfies e, claro, muita música fizeram a festa do Festival Lollapalooza 2015 realizado no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, neste final de semana, nos dias 28 e 29 de março. Mais de 130 mil pessoas participaram do festival, estimados 68 mil no primeiro dia, sábado, e mais 70 mil no segundo dia, domingo. A chamar a atenção, a presença de pouquíssimos representantes da raça negra entre os participantes do evento.
Conforme já era esperado, os destaques foram as bandas e artistas mais conhecidos do público como Smashing Pumpkins, Bastille, Foster the People, Interpol, The Kooks, Skrillex, Pharrell Williams, Jack White, DJ Calvin Harris e o mais importante nome do festival, a lenda do rock Robert Plant, ex-Led Zeppelin. A realidade é que o festival tornou-se uma miscelânea de ritmos, com muita música pop e eletrônica dançantes e pouquíssimo rock and roll.




E foi nesta seara que eu descobri uma nova banda de rock que me agradou instantaneamente. E é uma banda diferente, até mesmo pela sua origem, pelo nome escolhido e pela opção em compor e cantar em inglês. Trata-se do Far From Alaska, banda formada em 2012 na cidade de Natal, Rio Grande do Norte, pelos músicos Emmily Barreto (vocal), Cris Botarelli (teclados e vocal), Edu Filgueira (baixo), Rafael Brasil (guitarra) e Lauro Kirsch (bateria). As coisas começaram a funcionar para a banda quando eles venceram o concurso Som Pra Todos, organizado pelo Portal Terra, Banco do Brasil e Deck. O prêmio deu direito a um show na edição 2012 do renomado Planeta Terra Festival, em São Paulo, além de um contrato de distribuição com a gravadora Deck. Ainda em 2012 eles lançaram o EP "Stereochrome", com quatro músicas. O primeiro álbum saiu em maio de 2014, "modeHuman", contendo 15 músicas gravadas em novembro de 2013 no estúdio Tambor, no Rio de Janeiro.
O som produzido pelo Far From Alaska é bem interessante, um rock pesado com amplas possibilidades musicais, com o uso de instrumentos diversos e um pouco de eletrônica, em que se destaca a voz poderosíssima da vocalista Emmily Barreto. Você pode até não gostar, mas é algo novo e surpreendente neste atual cenário morno e miserável do rock nacional.
Um grande abraço espinosense.