Espinosa, meu éden

Espinosa, meu éden

terça-feira, 27 de junho de 2017

1784 - A festa do Sagrado Coração de Jesus em Montes Claros

A Paróquia do Sagrado Coração de Jesus de Montes Claros esteve em festa neste final de semana de festas juninas, com a comemoração do dia do seu padroeiro. A igreja dos bairros Jardim Panorama e Vila Mauriceia é comandada pelo nosso conterrâneo Monsenhor Geraldo Marcos Tolentino, irmão dos saudosos Tidim e Nelito Tolentino, que nos permitiram sonhar adoidado com os filmes exibidos no hoje extinto Cine Coronel Tolentino.
Os fiéis participaram de uma Missa na sexta-feira, dia 24 de junho, antes de saírem às ruas do bairro para uma curta procissão em homenagem ao Sagrado Coração de Jesus. Logo terminada a celebração religiosa, eles puderam confraternizar com a comunidade no pátio da igreja onde estavam disponíveis bebidas e comidas típicas nas barraquinhas ali montadas, ao som de um bom violeiro. A festa continuou até o domingo, quando foi finalizada em clima de muita paz, fé e alegria.
Um grande abraço espinosense.

 

segunda-feira, 26 de junho de 2017

1783 - 75 anos do mestre Gilberto Gil

Quem não conhece o Gil? Gilberto Passos Gil Moreira é aquele músico brasileiro de corpo e alma soteropolitanos que, com sua maestria musical, consegue juntar no seu caldeirão rítmico todas as boas vertentes do cancioneiro mundial, misturando Rock, Baião, Reggae, Samba e tudo de mais especial da sonoridade de todas as raças e recantos. Gil é do mundo e o som do mundo está na cabeça privilegiada de Gil. Daí, dessa usina inesgotável da divina e maravilhosa criação musical surgiram canções que embalaram e confortarão para sempre o meu coração despedaçado. Casos das minhas amadas "Quando Eu Quiser Falar Com Deus", "Super-Homem, a Canção", "Drão", "A Linha e o Linho", "Lamento Sertanejo" e tantas outras mais.


Hoje, 26 de junho, o mestre Gilberto Gil comemora seus 75 anos de caminhada, cheia de sensibilidade, amor e música. E ele, mesmo após alguns problemas de saúde, parece não ter esgotado o prazer de cantar e de se apresentar para o seu imenso público. Agora no segundo semestre de 2017, ele voltará aos palcos cantando ao lado da também baiana Gal Costa e do paulistano Nando Reis, com apresentações marcadas de agosto a dezembro pelas principais capitais brasileiras.
Vida longa, muita saúde e inspiração para que Gil continue a construir canções que toquem fundo o nosso coração e nos faça felizes.
Um grande abraço espinosense.






Depois de dançar um "Frevo Rasgado" dia de "Domingo no Parque", "A Novidade" é que "Eu Vim da Bahia", um "Esotérico" e "Simples Desejo" de criança. Lá deixei "Os Filhos de Gandhi" e o "Chiclete com Banana" nos "Barracos da Cidade" sem o menor "Chororô". Pensei: "Tenho Sede". E resolvi: "Vamos Fugir". "Abri a Porta" e resolvi "Andar Com Fé" "Bem Devagar" em um "Belo Dia", sem "Figura de Retórica" e "Feliz Por um Triz". "Me Diga, Moço" se "Hoje o Dia Nasceu Diferente" e se "O Mar de Copacabana" ainda abriga aquela "Pessoa Nefasta". "Pai e Mãe", farei uma "Oração" "Pela Internet" pois "Preciso Aprender a Só Ser" um "Punk da Periferia" "Quando Amanhecer" com um "Cálice" junto com "Toda Menina Baiana" "Todo Dia de Manhã". Dê "Um Abraço no João", pegue "Um Trem Para as Estrelas" e vamos dar uma "Volta ao Mundo". E vamos continuar com essa "Vontade de Amar" sob "A Existência do Sol", acender "A Fogueira" e viver "A Coisa Mais Linda que Existe" em meio "A Luz e a Escuridão" antes que chegue "A Morte". 
"Aquele Abraço", grande mestre Gilberto Gil!

domingo, 25 de junho de 2017

1782 - Lionel Messi, 30 anos de magia no futebol

O maior gênio do futebol mundial da atualidade completou 30 anos de idade no dia 24 de junho, ontem, sábado. O gigante argentino na arte do futebol mede apenas 1,70 de altura. Tem o apelido de Pulga, devido ao seu tamanho bastante atarracado quando criança, só melhorado após anos e anos de dispendioso tratamento médico. As jogadas mágicas, os passes milimétricos, os dribles desconcertantes, a impressionante visão de jogo, o inacreditável controle da bola, as cobranças perfeitas de faltas e pênaltis, os golaços marcados com extrema categoria são a marca registrada desse sujeito tímido e calado.
O outrora franzino garoto Lionel Andrés Messi nasceu em 24 de junho de 1987 na Argentina, em Rosario, também berço de Ernesto "Che" Guevara e de outros companheiros famosos no futebol, jogadores como Angel di Maria e Javier Mascherano e treinadores como César Luis Menotti, Marcelo Bielsa, Gerardo Martino e Edgardo Bauza. Messi tem dois filhos, Thiago e Mateo, frutos do seu relacionamento de longa data com a namoradinha de infância Antonella Roccuzzo, com quem irá se casar no próximo dia 30 de junho na sua Rosario natal. 



Desde que iniciou sua vitoriosa carreira de jogador de futebol, Messi tem encantado o mundo e aqueles que apreciam o futebol-arte. Já disputou 701 partidas oficiais. Marcou 565 gols, 507 pelo Barcelona e 58 pela Seleção Argentina. Foram 462 gols de pé esquerdo, 76 de pé direito e 25 de cabeça. Foram 459 com a bola rolando, 74 de pênalti e outros 32 cobrando faltas. Deu 231 assistências. Conquistou 31 títulos, entre eles 3 mundiais de Clubes da FIFA e 4 Ligas dos Campeões da Europa. Sua média é de 0,8 gol por jogo. 
Algumas de suas inúmeras conquistas:
3 mundiais de Clubes da FIFA - 2009, 2011 e 2015
Bola de Ouro da Copa do Mundo - 2014
Medalha de Ouro Olímpica - Pequim 2008
Copa do Mundo Sub-20 - 2005
Melhor jogador da Copa do Mundo Sub-20 - 2005
Artilheiro da Copa do Mundo Sub-20 - 2005
Copa Audi - 2011
3 Supercopas Europeias - 2009, 2011 e 2015
4 Ligas dos Campeões da Europa - 2005–06, 2008–09, 2010–11, 2014–15
8 Campeonatos Espanhóis - 2004–05, 2005–06, 2008–09, 2009–10, 2010–11, 2012–13, 2014–15, 2015–16
5 Copas do Rei - 2008–09, 2011–12, 2014–15, 2015–16, 2016-17
7 Supercopas da Espanha - 2005, 2006, 2009, 2010, 2011, 2013, 2016
5 Copas da Cataluña - 2003–04, 2004–05, 2006–07, 2012–13 e 2013–14
9 Copas de Joan Gamper - 2006, 2007, 2008, 2010, 2011, 2013, 2014, 2015 e 2016
4 Chuteiras de ouro da UEFA - 2009–10, 2011–12, 2012–13, 2016–17
5 Bolas de Ouro - 2009, 2010, 2011, 2012, 2015
Troféu de melhor do ano Fifa - 2009



Para aqueles que, como eu, amam o futebol e os craques da bola, só resta desejar vida longa e saudável ao gênio Messi, para que continue a nos presentear incessantemente com a sua técnica invejável e seu brilhantismo inigualável com a bola nos pés. 
Um grande abraço espinosense.

1781 - Bons tempos da escola

Uma das fases mais interessantes e proveitosas das nossas vidas se passa nos tempos de escola primária, onde aprendemos de tudo um pouco, desde o resultado de uma simples operação matemática até as primeiras frases mais elaboradas de um texto. As descobertas se sucedem em profusão, abrindo nossas mentes frescas e maleáveis a um imensurável mundo de informações que futuramente irão ser de fundamental importância nas nossas trajetórias. O rico aprendizado com os mestres e o prazeroso convívio diário com os colegas são realmente um tesouro de valor incalculável. É certo que nesta época de nossas vidas a gente sempre estava reclamando da quantidade de matérias para estudar e da cobrança dos professores, fato natural em se tratando de jovens estudantes que mais pensavam em brincar e bagunçar. Mas o aprendizado adquirido, os amigos conquistados e as recordações desse tempo bom jamais sairão das nossas memórias. 
Nas comuns vicissitudes da vida, muitos desses amigos se distanciam pelo afastamento e mudança para outras localidades ou mesmo pelos caminhos percorridos por cada um, mas quem realmente preza os laços de amizade, o carinho e o afeto permanecem perenes. Tenho enorme consideração por todos os meus colegas de estudo, mesmo que a memória não me permita mais me lembrar de alguns dos companheiros dos primeiros anos no grupo escolar, já que infelizmente não há quaisquer registros fotográficos daquelas turmas. 
Eu desconheço a situação atual, mas eu entendo que teria que ser obrigatório em todas as escolas do país os registros fotográficos de todas as turmas de alunos, para que sejam guardados em arquivo digital e imortalizados na história das instituições de ensino. Quando criança, o registro em fotografia era muito difícil. Infelizmente, não tenho nenhum registro de qualquer turma que integrei na minha trajetória escolar, o que é uma pena.
Depois de tanto tempo decorrido, já não me lembro dos velhos companheiros de escola dos primeiros anos quando estudei a 1ª e a 2ª séries no Grupo Dom Lúcio, onde hoje funciona o Centro Social, no início da Rua da Imprensa. As 3ª e 4ª séries foram cumpridas no prédio então recém inaugurado da escola, onde hoje funciona a Escola Estadual Betânia Tolentino Silveira. Naquela época, para chegar até lá, saindo da minha Rua da Resina, era preciso atravessar a "manga" de Seu Azemar, constantemente alagada. Era uma aventura diária, mas extremamente instigante e prazerosa.
Para relembrar os bons tempos dos primeiros anos na escola, publico velhas fotografias. Nas três primeiras, em preto e branco, estão alunos da comunidade do Estreito. A quarta fotografia é de uma turma de Mamonas e as três últimas são de escolas de Espinosa. Talvez alguns de vocês que irão observar essas fotos se descubram presentes entre esses meninos e meninas que hoje já deverão estar casados, com filhos e com uma trajetória já consolidada na vida, espero.
Aproveito a oportunidade para enviar um fraternal abraço a todos os meus colegas de escola, alguns ainda morando em Espinosa e muitos outros deles espalhados por esse nosso imenso país.
Um grande abraço espinosense.   




4ª série da E. E. Aristides José Tolentino em Mamonas ,1984


Alunos da E. E. Dom Lúcio

Alunos do Centro Educacional Florisvaldo Lopes Cruz

sábado, 24 de junho de 2017

1780 - As boas e más surpresas do Brasileirão 2017

O Campeonato Brasileiro é visto por grande parte da mídia e da torcida brasileira como o mais difícil do mundo, em razão da possibilidade de várias equipes chegarem ao título, ao contrário de outros campeonatos pelo planeta em que apenas poucas equipes concorrem verdadeiramente pela taça de campeão, por exemplo, a Espanha, com os poderosos Barcelona e Real Madrid mantendo a hegemonia ano após ano.
Nesta edição de 2017, ao se iniciar a competição, eram consideradas favoritas cerca de sete ou dez equipes, entre elas Palmeiras, Flamengo, Atlético, Cruzeiro, Grêmio, Santos e Fluminense. Mas passadas apenas nove rodadas, algumas surpresas apareceram. Surpreendentemente, o Corinthians, tão criticado pela mídia esportiva, vem "arrebentando" no campeonato com uma campanha brilhante, estando neste momento na ponta da tabela, invicto e liderando com 23 pontos ganhos. Botafogo, na quarta posição, e o Coritiba, na quinta, também surpreendem positivamente com boa campanha. Na parte negativa, o Palmeiras, o mais cotado para levantar a taça, em virtude do vigoroso poder econômico do clube na fase atual, amarga apenas a nona posição na tabela de classificação, com 13 pontos ganhos, a exatos dez pontos do líder Corinthians. Outras decepções são Flamengo, São Paulo, Atlético e Cruzeiro. O Flamengo, mesmo após montar um timaço, com excelentes jogadores contratados recentemente, está na oitava posição, com 14 pontos ganhos. O time rubro-negro, assim como o Palmeiras, já demonstra uma boa recuperação no campeonato e tem tudo para chegar às primeiras posições em breve, fato absolutamente normal tendo em vista a altíssima qualidade do seu elenco de jogadores. O São Paulo não era um dos favoritos, mas ninguém esperava um desempenho tão pífio assim como se vê agora. O poderoso tricolor paulista, Campeão Brasileiro por três temporadas seguidas sob o comando do ex-treinador e hoje comentarista Muricy Ramalho, em 2006, 2007 e 2008, parece ter perdido o caminho das glórias, figurando apenas na décima quarta posição, com apenas 10 pontos ganhos. 
Mas o que surpreende mesmo é o vexame do futebol mineiro no Brasileirão. O Cruzeiro, que mesmo com a perda do título estadual, ganhava elogios pela qualidade do seu grupo de jogadores e pela capacidade de trabalho do seu treinador Mano Menezes, ex-treinador da Seleção Brasileira, faz uma campanha inconstante que o deixou até agora na décima segunda posição, com onze pontos conquistados. Mas o desapontamento maior atinge em cheio é o Atlético. Cotado como um dos mais fortes candidatos ao título do Campeonato Brasileiro de 2017, a equipe mineira vem decepcionando a sua apaixonada e vibrante torcida com um desempenho medíocre na competição, com apenas 2 vitórias, 10 pontos ganhos e a décima sexta posição na tabela, um cenário inimaginável dois meses atrás.


Mesmo com uma reflexão apurada sobre a equipe de jogadores e a comissão técnica, ainda não é possível explicar completamente o que anda acontecendo para tamanha desilusão. O clube possui um bom treinador, um comissão técnica capacitada, uma estrutura fenomenal de trabalho e um elenco muito habilitado para defender suas cores. E parece-me que os salários não estão atrasados, conforme informações da mídia. Como explicar essa fase tão desanimadora, após a grande conquista do campeonato estadual e a classificação em primeiro lugar na Libertadores da América? Alguns fatores podem ser enumerados na tentativa de tornar compreensível essa situação. A má fase de alguns jogadores, a dificuldade em absorver o esquema tático implementado pelo técnico Roger Machado, as seguidas contusões de atletas importantes, a constante troca de jogadores no time titular, as convocações de atletas para seleções, o cansaço pela maratona de jogos, a alta média de idade da equipe, entre outras razões, parecem ter abatido boa parte do poderio técnico e físico do time que anda tropeçando seguidamente, sobretudo em casa, onde os adversários tremiam apenas com a afirmação de que "caiu no Horto, tá morto!"
O que a torcida tem que entender, inclusive a cruzeirense, é que o título de Campeão Brasileiro virou um sonho impossível. Já era! Com esse desempenho, essa pontuação e a distância para os primeiros colocados, não há mais condições de ambos para uma recuperação espetacular na competição. Só mesmo um milagre, e que milagre!
Resta ao Atlético, claro, não se descuidar do Brasileiro e se afastar o mais rápido possível da perigosa zona do rebaixamento, mas focar suas forças na Libertadores e na Copa do Brasil, competições em que a conquista do título é de extrema importância.
Estamos ainda na nona rodada e muita coisa ainda vai acontecer no Brasileirão. Muitos favoritos podem cair e outros desacreditados podem ascender na tabela. Só nos resta então continuar torcendo, sofrendo, vibrando e nos emocionando com essa maravilha de esporte chamada futebol.
Um grande abraço espinosense.   

quinta-feira, 22 de junho de 2017

1779 - Raimundo Jacó, o vaqueiro símbolo do Brasil

Todo ano, no terceiro domingo de julho, na cidade pernambucana de Serrita, na Fazenda Lajes, é realizada a Missa do Vaqueiro, com participação de vaqueiros de várias regiões do Brasil. O evento religioso foi criado no ano de 1971 pelo "Rei do Baião" Luís Gonzaga e pelo Padre João Câncio para render homenagem ao mais famoso e talentoso vaqueiro do país, o senhor Raimundo Jacó Mendes. Raimundo Jacó é um ícone do Sertão Nordestino. Nasceu no município de Exu, Pernambuco, em 16 de julho de 1912, primo legítimo de Luiz Gonzaga. Sua maestria e coragem no trato com o gado lhe valeram a fama de maior vaqueiro da história, sendo respeitado e constantemente requisitado pelos fazendeiros para recolher reses perdidas.




Conta a história que no dia 8 de julho de 1954, a mando de um fazendeiro, ele e o vaqueiro Miguel Lopes saíram à busca de uma rês desaparecida. No fim do dia, voltou sozinho o Miguel, sem dar notícia sobre o companheiro de trabalho e sobre o paradeiro da rês. Os outros vaqueiros, preocupados, saíram bem cedinho no dia seguinte à procura do admirado companheiro. No meio da caatinga encontraram-no morto, ensanguentado como a pedra inerte ao seu lado. Ali perto, a rês desaparecida amarrada e o seu fiel cachorro protegendo-o, latindo e espantando os urubus. Uma tragédia para toda a região! O suspeito Miguel Lopes foi processado, mas por falta de provas foi inocentado e libertado. O crime ficou sem solução e acabou caindo no esquecimento. Mas daí em diante o bravo vaqueiro realmente virou lenda no Nordeste. O primo Luiz Gonzaga, indignado, gravou a música "A Morte do Vaqueiro" e, ao lado do Padre João Câncio, criou uma solenidade para protestar contra a morte de Raimundo Jacó, que acabou se transformando em um grande evento anual chamado de "Missa do Vaqueiro". No início era apenas uma reunião de fé do povo da região, hoje o evento conta com uma grande estrutura que recebe muitos turistas, atraídos pela Missa, pela vaquejada, pelas pegas de boi e apresentações culturais, dentre outras atividades.

   
A história de Raimundo Jacó é a história de muitos e muitos brasileiros, dignos trabalhadores espalhados pelos quatro cantos do país que lutam bravamente pela sobrevivência, em situações de abandono do estado e massacre econômico das classes dominantes. Eles, os valorosos vaqueiros, só tiveram a profissão reconhecida e regulamentada no dia 15 de outubro de 2013, quando a presidenta Dilma Rousseff sancionou a Lei 12.870. Um absurdo imenso que finalmente fez jus a esses personagens fascinantes e guerreiros do nosso Sertão.
Um grande abraço espinosense.

1778 - A voz suave e melodiosa de Mallu

Mallu Magalhães é linda. Mallu Magalhães é muito inventiva. Mallu Magalhães tem uma voz leve, aveludada e bonita. Mallu Magalhães é um sopro suave e refrescante de musicalidade bem brasileira no árido cenário musical atual. Em meio às misturas de ritmos desencadeadas por todos os lados desordenadamente, em meio à reprodução indiscriminada de cópias nos cenários mais populares da canção, em meio ao quase desaparecimento da boa e original música brasileira de qualidade, é alentador ouvir as canções delicadas, singelas e tocantes da menina que surgiu na Internet cantando em inglês uma música de nome quase ininteligível, "Tchubaruba". Pois é, aquela garotinha cresceu não só no tamanho, mas elevou em clara percepção a sua visão de mundo e a sua clarividência musical. Mallu reside atualmente em Lisboa, em Portugal, ao lado do marido Marcelo Camelo, vocalista do Los Hermanos, e da sua filhinha Luísa.  
No dia 9 de junho, a cantora, compositora e instrumentista paulistana Maria Luiza de Arruda Botelho Pereira de Magalhães, nascida aos 29 de agosto de 1992, lançou o quarto álbum da sua ainda curta carreira artística. O trabalho tem o nome de "Vem" e conta com 12 canções, apenas uma delas, "Love You", na língua inglesa. Antes, havia lançado dois álbuns batizados com seu nome apenas, em 2008 e 2009, e mais um em 2011, o denominado "Pitanga". Em 2014, foi lançado o disco "Banda do Mar", da banda de mesmo nome formada por ela, Marcelo Camelo e o baterista português Fred Ferreira.
No álbum "Vem", Mallu flerta com a Bossa Nova, com o Samba e até com o Fado, criando um trabalho musical de extrema qualidade e deliciosamente gostoso de se ouvir. Virei seu fã!   
Um grande abraço espinosense. 


Álbum "Vem":

1) Você Não Presta (3:55)
2) Culpa do Amor (3:20)
3) Casa Pronta (3:18)
4) Vai e Vem (3:33)
5) Será que Um Dia (2:45)
6) Pelo Telefone (2:49)
7) Navegador (3:30)
8) Guanabara (3:07)
9) São Paulo (2:32)
10) Gigi (2:56)
11) Love You (3:05)
12) Linha Verde (2:43)


Culpa do Amor
Mallu Magalhães

A gente briga sem querer
E o tempo demora a passar
Você não vai me convencer
E eu não vou nem tentar
Alguns minutos de aflição
E a gente se olha sem jeito
Ri de tudo que passou
E dá um beijo

É tudo arte do amor
Brigas de aluguel
É tudo culpa do amor
que anda pregando suas peças no azul tão bonito do céu

A gente corre sem saber
Que o tempo pode até parar
Nem tudo que foge dos planos dá errado
Na vida que há pra viver
Nas coisas que dá para ter
À margem de qualquer engano, os namorados

É tudo arte do amor
brigas de aluguel
É tudo culpa do amor
Que anda pregando suas peças no azul tão bonito do céu


terça-feira, 20 de junho de 2017

1777 - Chico, 73 temporadas de música e magia

O nosso talvez mais genial compositor completou 73 anos de vida e arte nesta segunda-feira de junho, dia 19. O carioca Francisco Buarque de Hollanda, ou simplesmente Chico, é um dos frutos da união do escritor Sérgio Buarque de Hollanda e da pianista Maria Amélia Cesário Alvim. Da sua união de longos anos com a atriz Marieta Severo, vieram as três filhas, Sílvia, Helena e Luísa. Da sua mente brilhante surgiram 39 álbuns, 8 livros, 5 peças teatrais e centenas de canções que serão lindas eternamente. Os parceiros foram muitos, gente do quilate de Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Toquinho, Mílton Nascimento, Edu Lobo e Francis Hime, só pra ficar nos mais talentosos. 
Afora sua genialidade com as palavras e a música, Chico é um brasileiro comum. Gosta de samba, de praia, de jogar futebol, de caminhar pela calçada e de tomar um gole com os amigos. E é politizado, sempre lutando pela Democracia e pelos seus ideais de um mundo mais justo para todos. Na sua canção "Paratodos" está a prova da sua brasilidade, em versos como: "O meu pai era paulista; meu avô, pernambucano; o meu bisavô, mineiro; meu tataravô, baiano". E muitos dos seus versos tratam de maneira sublime a vida, o amor, as mulheres, o país. Infelizmente, por suas ideias progressistas, sofreu recentemente críticas raivosas, neste cenário de ódio e intolerância que explode cotidianamente no país, escancarado nas redes sociais.
Mas se Chico não é a unanimidade que muitos imaginavam, pouco ou nada importa. Chico é música, é poesia, é talento, é homem das palavras, da imaginação fértil, das canções maravilhosas, do cronista do cotidiano, do crítico social, do propagador da paz e do amor. E eu adoro o que ele faz, e basta.
Vida longa, mestre Chico Buarque das belas e eternas canções!
Um grande abraço espinosense.


sábado, 17 de junho de 2017

1776 - Celebração de Corpus Christi em Montes Claros

Feriado de quinta-feira, 15 de junho. Ou melhor, ponto facultativo. Muita gente, inclusive alguns católicos, não conseguem explicar muito bem o porquê da folga de Corpus Christi. Corpus Christi significa Corpo de Cristo. O evento católico, instituído pelo Papa Urbano IV no dia 8 de Setembro de 1264, celebra o mistério da Eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo. A comemoração se dá sempre 60 dias após o Domingo de Páscoa ou na quinta-feira posterior ao domingo da Santíssima Trindade. Durante a celebração é realizada uma Missa e os fiéis saem em procissão pelas ruas enfeitadas com desenhos alusivos à Eucaristia, geralmente feitos com serragem, areia, flores, farinha e até borra de café. Neste ano, em Montes Claros, houve uma inovação. Em alguns locais, os desenhos com serragem foram substituídos por mantas que serão doadas às pessoas carentes.
Em Montes Claros a celebração se deu em várias paróquias da cidade. A que participei foi a que reuniu a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição e São José e outras paróquias vizinhas. A celebração de Corpus Christi teve uma Missa Campal em frente à Igreja Matriz comandada pelo Bispo Dom José Alberto Moura e logo em seguida houve uma procissão com participação de centenas de fiéis até a Catedral Metropolitana. Tive a alegria de registrar a presença de figuras ilustres de nossa Espinosa neste evento, como a participação do Monsenhor Geraldo Magela Tolentino na celebração da Missa, ao lado do Bispo, e dos queridos amigos Seu Joaquim e Dona Dozinha na procissão, como pode-se ver nas imagens do vídeo. Participaram também alguns fiéis da Igreja que frequento aqui, a do Sagrado Coração de Jesus, no Bairro Jardim Panorama, comandada pelo Monsenhor Tolentino.
Então que Deus nos proteja a todos, independentemente das nossas escolhas religiosas.
Um grande abraço espinosense.


1775 - Gente é que é importante

Graças a Deus não sou capitalista! Sou daqueles que sonham com um planeta em que todas as pessoas tenham o senso de coletividade aguçado, para que todos os habitantes deste planeta lindo vivam em paz e harmonia e tenham o mínimo de dignidade para sobreviver, sendo cuidados com carinho e respeitados como seres humanos. Tenho consciência de que sou mais um sonhador, talvez ingênuo e ignorante, mas acredito muito nisso e com esta ideia miraculosa na cabeça irei até o fim dos meus dias. Não que eu seja mais um mentecapto tupiniquim, pois sei e valorizo muito a grana que recebo pelo meu trabalho e que me dá uma vida muitíssimo confortável, até mais do que eu preciso e sonhei um dia. Mas entre possuir muito dinheiro e a maravilha de estar em harmonia com a família e os amigos, mesmo com pouca grana, opto pela última alternativa.
Então, na minha existência já um tanto longa, sempre tive como bússola o respeito às pessoas, independentemente da cor dos seus olhos e da sua pele, da quantidade de grana nas suas contas bancárias, do valor do carro que dirige, da sua profissão e trabalho cotidiano, do seu cargo na política ou na administração pública. Gente é a coisa mais importante deste mundo e quaisquer delas, de todas as origens e condições terá para sempre o meu respeito e carinho. 
E foi através de duas pessoas amigas por quem tenho imensa consideração, Cristóvão Rodrigues e Rose Fernandes, que tive acesso no Facebook a este vídeo sensacional e emocionante sobre a maravilha que é o relacionamento humano entre pessoas que mal se conhecem, mas realizado com empatia e solidariedade. Os personagens são uma garota, mais uma digna trabalhadora brasileira, e um grupo de músicos de samba, o Inova Samba, que dão uma demonstração especial de que gente é mesmo o que importa, em qualquer situação.
Para entender tudo, é só assistir ao vídeo e sentir o quão é maravilhoso o calor humano da nossa gente de bom coração. No segundo vídeo, mais um pouco do trabalho do grupo musical.
Um grande abraço espinosense.




quarta-feira, 14 de junho de 2017

1774 - Os paradoxos do futebol

O mundo do futebol é mesmo surpreendente. E paradoxal. Vejamos a situação do Atlético até o momento na temporada de 2017. O time alvinegro conquistou o título de Campeão Mineiro com uma vitória sobre o maior rival, o Cruzeiro, por 2 x 1. Uma vitória de extrema importância, que valeu o título e quebrou um tabu que já durava oito confrontos sem vitória preto e branca. Em outra competição importante, a Copa do Brasil, o time está classificado para as quartas de finais, onde irá enfrentar o Botafogo. Nesta mesma temporada, na disputa mais importante para o clube no ano, o Atlético fez a melhor campanha na fase de grupos da Libertadores da América, o que lhe valeu a vantagem de poder decidir em casa em todas as próximas fases da competição, inclusive a final, contra qualquer adversário. Uma conquista de indiscutível valor. Com esses resultados, era para a apaixonada torcida atleticana estar soltando fogos de artifício e pulando de tanta alegria e contentamento. Mas não.

Mesmo com um dos elencos mais exaltados pela imprensa, o time da Cidade do Galo começou surpreendentemente claudicante nas primeiras rodadas do campeonato, perdendo para o Fluminense e empatando com a Ponte Preta em casa, péssimos resultados nesta competição tão difícil em que vencer em seus domínios torna-se fundamental. A equipe até que conseguiu alguns bons resultados fora de casa, ao empatar com adversários fortíssimos e candidatos ao título, casos de Palmeiras e Flamengo. Mas as derrotas no domingo, para o Vitória no Barradão, e hoje, no Independência, para o Atlético Parananense, vieram para deixar o time na temida zona de rebaixamento, acender a luz vermelha na comissão técnica e na diretoria do clube e deixar furiosos boa parte dos torcedores, sempre insatisfeitos com o rendimento do time.
Mesmo sufocando o adversário o tempo inteiro, com a vantagem de ter um jogador a mais durante mais de um tempo de jogo, o Atlético não foi eficiente na criação e finalização de jogadas e amargou em sua própria casa mais um resultado desesperador, a derrota por 1 x 0 para o Furacão. Se a situação já estava meio estremecida no clube, com indícios de início de uma crise, agora é que a coisa por lá irá esquentar, com muita pressão sobre o treinador Roger Machado e sobre os jogadores.
Alguma coisa parece misteriosamente equivocada na Cidade do Galo. Como explicar que um time tão poderoso tecnicamente esteja caindo pela tabela e frequentando a zona de rebaixamento? As seguidas contusões, a alta média de idade do elenco e o cansaço advindo do calendário estafante do futebol brasileiro podem explicar em parte essa queda brusca de rendimento da equipe, mas ainda assim fica a impressão de que há razões ocultas para tal fato. Só nos resta aguardar os acontecimentos para descobrirmos a verdade.

Próximos compromissos do Atlético no Brasileirão:
8ª rodada - Domingo -18-06-2017 - Morumbi -16:00 - São Paulo x Atlético
9ª rodada - Quarta-feira - 21-06-2017 - Independência - 21:45 - Atlético x Sport
10ª rodada - Domingo - 25-06-2017 - Arena Condá - 19:00 - Chapecoense x Atlético
11ª rodada - Domingo - 02-07-2017 - Independência - 16:00 - Atlético x Cruzeiro
12ª rodada - Domingo- 09-07-2017 - Engenhão -16:00 - Botafogo x Atlético


Na noite desta quarta-feira de intensa tristeza para o Atlético, a Conmebol, em sua sede em Luque, no Paraguai, realizou o sorteio dos confrontos das oitavas de final da Taça Libertadores entre os 16 times remanescentes na disputa, 6 brasileiros entre eles.
O Atlético irá enfrentar o Jorge Wilstermann, time boliviano que já foi 6 vezes Campeão Boliviano.
As partidas de ida serão realizadas nos dias 4, 5 e 6 de julho e as de volta nos dias 8, 9 e 10 de agosto.
Após o sorteio, assim ficaram os confrontos das oitavas:

River Plate x Guaraní-PAR
Atlético-MG x Jorge Wilstermann

Lanús x The Strongest
San Lorenzo x Emelec

Santos x Atlético-PR    
Palmeiras x Barcelona de Guayaquil

Grêmio x Godoy Cruz
Botafogo x Nacional-URU

Agora é torcer para que a equipe atleticana se reorganize, se recupere e volte a apresentar um futebol coeso, rápido, competitivo e envolvente para devolver a alegria e a confiança aos torcedores, ponto fundamental para grandes conquistas.
Um grande abraço espinosense.    

segunda-feira, 12 de junho de 2017

1773 - Pathy é campeã de novo!

Ê, maravilha! Está virando rotina ver a nossa grande representante feminina no esporte nacional subir ao pódio e comemorar a posição de campeã. Agora atleta do Exército Brasileiro, com o posto de 3º sargento, a atleta Ana Patrícia, a Pathy, conquista mais um título no vôlei de praia. Desta feita a vitória veio na 2ª Etapa do Circuito Brasileiro Challenger de Vôlei de Praia 2017, disputada na cidade de Bauru, São Paulo, no período de 8 a 11 de junho. 
Ao lado da parceira cearense Rebecca Silva, Pathy subiu ao mais alto lugar do pódio após vencer a valorosa dupla Val e Ângela (RJ/DF) de virada, por 2 sets a 1 (19/21, 21/15, 15/9) depois de 45 minutos de partida. Os jogos foram realizados na arena montada no Aeroclube, na Avenida Getúlio Vargas, em Bauru. O Circuito Challenger de Vôlei de Praia 2017 é disputado em quatro etapas: Maringá (PR), Bauru (SP), Palmas (TO) e Rio de Janeiro (RJ). Quem vence cada etapa soma 400 pontos no ranking e leva uma premiação de 13 mil reais. Ao final das quatro etapas, as duplas masculina e feminina que somarem mais pontos serão eleitas campeãs gerais da temporada.  
Então só nos resta comemorar com bastante alegria mais esta brilhante conquista da nossa grande menina e continuar torcendo pela sua felicidade e pelo seu sucesso, esperando que seu exemplo positivo possa ser copiado pela juventude de Espinosa.
Um grande abraço espinosense.

Tabela de resultados:
1ª Fase:
10-06 - Sábado - Ana Patrícia/Rebecca Silva 2 x 0 Mayana (TO)/Diana (RJ) (21x14 e 21x16) - 30 minutos.
10-06 - Sábado - Ana Patrícia/Rebecca Silva 2 x 1 Andrezza (AM)/Andressa (PB) (17x21, 21x12 e 15x10) - 41 minutos.
Quartas de final:
11-06 - Domingo - Ana Patrícia/Rebecca Silva 2 x 0 Tainá (SE)/Victória (MS) (21x16 e 21x16) - 30 minutos.
Semifinal:
11-06 - Domingo - Ana Patrícia/Rebecca Silva 2 x 0 Carol Horta (CE)/Juliana (CE) (21x13 e 21x13) - 32 minutos.
Final:
11-06 - Domingo - Ana Patrícia/Rebecca Silva 2 x 1 Val (RJ)/ Ângela (DF) (19x21, 21x15 e 15x9) - 45 minutos.  





1772 - O poderoso time do Mingu

Fico imensamente satisfeito quando recebo mensagens de espinosenses espalhados por este imenso Brasil, revelando seu amor por nossa Espinosa e sua passagem constante por aqui no nosso blog. Dia desses, recebi uma mensagem de Samuel Tolentino Correia. Nela, Samuel me revela ter sido aluno de minha esposa Cléa e amigo e colega de escola do meu Ricardinho. Também foi companheiro de time dele no Plasma, um time que eles criaram lá em Espinosa. Isso me deixou muito feliz.
No e-mail, o Samuel também me enviou uma velha fotografia da equipe do Mingu, que conforme suas informações, conseguiu uma brilhante e histórica vitória sobre a poderosa equipe do Cruzeirinho, normalmente imbatível na cidade, pelo placar de 2 x 0.
Assim sendo, e com o maior prazer, publico aqui a fotografia, com a identificação dos personagens realizada pelo Samuel, a quem agradeço de coração pela colaboração.
Em pé: O grande esportista Zé Bigode (já falecido), Pequi, Ieié, Tiãozinho de Zé Bigode (já falecido. Conforme Samuel, dizem que foi o melhor jogador que já teve no Mingu), Negão, Bilu e Branco.
Agachados: Pepê de Seu Dé, Zé de Lé (ou Zé Rico), Aílton (Jegue), Nego de Domingo, Doió, Nenego e Neném Aruvai (já falecido). Além desses que aparecem na foto, faziam parte do time o Pequerrucho e o Walter de Adolar. Bons tempos do futebol espinosense, quando tive oportunidade de enfrentar muitos desses jogadores presentes na foto.  
Um grande abraço espinosense, em especial ao pessoal da comunidade do Mingu, onde participei, com muito prazer, de muitas partidas de futebol no passado.



1771 - O Forró da AABB Montes Claros

Um sucesso estrondoso! O evento "Forró da AABB 2017", promovido pela Associação Atlética Banco do Brasil de Montes Claros na noite deste sábado, 10 de junho, arrebentou com todas as expectativas. Centenas de apreciadores de um bom forró e dos tradicionais festejos juninos se esparramaram pelas ótimas instalações do clube abebeano para ouvir uma boa música brasileira, para saborear as deliciosas comidas típicas da região e uma cerveja gelada e até se esbaldar na discoteca ao som de um competente DJ.
A AABB estava competentemente decorada com adereços característicos da vida na roça. Havia bandeirolas coloridas, casais de caipiras, uma birosca e a imprescindível fogueira de São João. As barraquinhas ofereciam aos convidados da festa variado cardápio, desde arroz de pequi, feijão tropeiro, paçoca de carne, milho cozido, canjica até vaca atolada. Para animar o enorme público presente, o DJ Matheus e as bandas de forró Xote Coladinho e Toque Xote, que colocaram muitos casais para dançar na pista.
As vagas de estacionamento da AABB foram insuficientes para suportar a enorme quantidade de automóveis dos participantes da festa, o que gerou uma grande fila de carros estacionados na avenida em frente ao clube.
A festa me proporcionou, além da alegria de poder curtir a noite em um ambiente extremamente harmonioso, o reencontro com amigos e pessoas especiais, como a oportunidade prazerosa que tive de reencontrar o estimado funcionário aposentado do Banco do Brasil, Peixoto, que trabalhou em Espinosa e que me deu posse na instituição ainda em Montes Claros no já distante ano de 1981.  
O melhor de tudo foi a animação de toda essa multidão, composta de jovens e velhos casais, de famílias inteiras e de muitas crianças e adolescentes, no maior clima de paz, alegria e harmonia.
Viva o São João! Viva o povo brasileiro e suas tradições!
Um grande abraço espinosense.



domingo, 11 de junho de 2017

1770 - Futebol e confraternização na AABB MOC

Aconteceu na manhã deste sábado, 10 de junho, nas dependências da Associação Atlética Banco do Brasil de Montes Claros, mais uma edição do Torneio de Confraternização entre os funcionários das instituições do Banco do Brasil, do Ministério Público, da Polícia Civil e da Polícia Federal.
Na primeira partida, disputada no Campo José Carlos Gomes, a equipe do Ministério Público venceu a da Polícia Civil nos pênaltis por 4 x 3, após empate sem gols no tempo normal de jogo. No segundo confronto, disputado no mesmo horário no Campo José Geraldo Sindeaux Araújo, o time da Polícia Federal bateu por 2 x 0 o time do Banco do Brasil, gols de Christoff e Álisson. Após esses primeiros confrontos obtidos depois de sorteio, os times derrotados se enfrentaram para a disputa do terceiro lugar, com vitória do Banco do Brasil nos pênaltis.


Para se conhecer o grande vitorioso do torneio, logo em seguida, debaixo de um sol escaldante, entraram em campo as equipes do Ministério Público e da Polícia Federal. Depois de muita disputa entre os jogadores, sempre com lealdade e respeito, o time do Ministério Público se superou e venceu a partida pelo placar de 2 x 1, sagrando-se o grande campeão da competição. Telles marcou para a equipe da PF e Guilherme e Ricardo fizeram os gols que deram a vitória e o título de campeão ao MP.

Ministério Público 2 x 1 Polícia Federal
Local: Campo José Geraldo Sindeaux Araújo, AABB Montes Claros
Data: Sábado, 10-06-2017
Gols: Telles (MP), Guilherme e Ricardo (MP)
Ministério Público: Paulo, Guilherme Roedel, Daniel Ornelas, Felipe Caires, Leandro Barbosa, Alessandro, Rafael, Ricardo, Raniere, Pereira, Valmir, Felipe Augusto, Rogério e Luiz Cláudio.
Polícia Federal: Washington, Christoff, Gílson, Gilmar, José Luiz, Dácio, Wend, Telles, Marcelo e Álisson.

Ministério Público, Campeão

Polícia Federal, Vice-Campeão

Banco do Brasil, 3º colocado

Polícia Civil, 4º colocado

Após o encerramento da partida decisiva, os integrantes das quatro equipes participantes do torneio participaram de uma animada confraternização no setor de quiosques do clube. Em uma pausa na cerveja e no churrasco, os organizadores fizeram a entrega dos troféus. Entre os presentes, o presidente da AABB, Mauro Rodrigues; o gerente da agência Centro do Banco do Brasil, Gilmar; e o superintendente regional do BB, Alcides. Foram entregues troféus de campeão e vice. O craque da competição, eleito pela comissão organizadora, foi o jogador Rafael, da equipe do Ministério Público.
Esse encontro que é realizado há cerca de 12 anos na AABB é uma excelente oportunidade para não só se praticar esporte, mas também para estreitar os laços de amizade e companheirismo entre os vários servidores dessas instituições tão importantes para o país. Que ano que vem tenha mais! 
Um grande abraço espinosense.






sexta-feira, 9 de junho de 2017

1769 - A bolinha de gude

Quem foi criança nos bons tempos em que a Internet ainda nem existia, veja lá na nossa fértil imaginação, sabe a delícia que era utilizar uma esfera pequena, colorida e brilhante para brincar e fazer passar feliz o tempo nas ruas das cidades interioranas. A pequenina bolinha de gude era uma fonte gigante de prazer e contentamento. 
Ninguém sabe muito bem definir quando ela apareceu neste mundo, mas registros de sua existência parecem ter sido descobertos lá no século 1 a. C. na Roma antiga ou até muito antes disso. Na história vários materiais foram utilizados na sua confecção: argila, aço, pedras como ônix, jaspe e ágata, plástico e vidro. Em 1560, crianças jogando gude foram retratadas pelo pintor renascentista flamengo Pieter Brueghel em seu quadro Jogos Infantis, em meio a outras 83 brincadeiras de crianças.   
A bolinha chegou ao Brasil trazida pelos portugueses. Aqui recebeu o nome de "gude" em referência ao nome das pedras redondas e lisas retiradas dos leitos dos rios. Mas é conhecida em muitos outros lugares com nomes bem diferentes, como poderão ver a seguir:
Interior do Brasil: baleba, bilosca, birosca, bolita, búrica, búraca, peteca, pirosca, ximbra ou cabiçulinha;
Paraná e Santa Catarina: burquinha;
Rio Grande do Sul: bolita;
Na região Norte e Nordeste: peteca, bila e chimbra;
São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia: bolinha de gude;
Espírito Santo: boleba;
Minas Gerais: biroska;
Portugal: berlinde;
Argentina: bolitas e canicas; 
Costa Rica: canicas; 
Cuba, República Dominicana e Porto Rico: bola;
Chile: bolitas e bochitas; 
Equador: bola; 
El Salvador: chibolas; 
Guatemala: canicas e cinco; 
México: catota e canicas; 
Perú: bola e canicas; 
Uruguai: bolita; 
Venezuela: metras; 
Alemanha: Eine kline ball; 
Espanha: bolas, pitos (Zaragoza) e collotes (Palma de Mayorca); 
França: petite boule; 
Inglaterra: marbles.

Meninos jogando gude em Espinosa

Existem várias formas de jogar com elas, dependendo do desenho feito no chão, o número de buracos e o número de bolas utilizadas. O triângulo é uma das mais conhecidas.
Impressionante como coisas tão simples conseguem desencadear tamanho prazer. Graças a Deus pertenci a uma geração que, para brincar e aproveitar a infância, não precisava de nenhum (ou quase nenhum) dinheiro. Os brinquedos eram fabricados com o que achávamos no lixo ou na Natureza, com muita criatividade. As bolinhas de gude eram muito baratas e acessíveis a todos nós, mesmo de famílias humildes. E com muita habilidade no jogo, quem não tinha nada, saía de repente com os bolsos entupidos das bolinhas de gude conquistadas dos adversários. Tempo bom!
Confira abaixo como essas pequenas maravilhas são fabricadas. Boravê?
Um grande abraço espinosense.


terça-feira, 6 de junho de 2017

1768 - Abertura do 6º Torneio Interno de Society da AABB Montes Claros

As dependências da Associação Atlética Banco do Brasil estiveram lotadas de associados neste ensolarado dia de domingo, 4 de junho de 2017. Na parte da manhã, para alegria dos sócios que apreciam a prática do futebol, foi dada a largada para mais uma frenética disputa pelo título de Campeão do Torneio Interno de Futebol Society do clube comandado por Mauro Rodrigues. 
Um farto café da manhã promovido pela diretoria do clube, logo cedinho, recepcionou as centenas de aficionados pelo futebol. Em seguida foram sorteados os confrontos e os locais dos jogos. Logo depois foi declarada iniciada a competição, na solenidade de abertura com presença do presidente da AABB, de membros da diretoria, do homenageado Agamenon e seu irmão Carlúcio, de representantes do Banco do Brasil, da arbitragem, da imprensa e dos peladeiros.




Após vários confrontos pelas três categorias nos três campos de jogo do clube, o Torneio Início terminou com os seguintes campeões:
Na categoria Aberto: Haras Pacuí (vice: Stylus Inox);
Na categoria Master: Quero Pizza (vice: Atacadão Doce Lar);
Na categoria Senior: Restaurante Sabor Brasileiro (vice: Cazza Imóveis).
Terminado o Torneio Início, as centenas de atletas participantes e seus familiares puderam se confraternizar com bastante descontração e alegria, tomando uma cerveja gelada e saboreando um suculento churrasco no setor de quiosques do clube. 



Com o recorde de 450 atletas inscritos nesta sexta edição, a competição será mais uma vez dividida em três categorias: Aberto, Master e Senior.
Nesta temporada, o homenageado será o peladeiro Agamenon Victor Júnior, conhecido empresário e membro da diretoria do clube. 
As trinta equipes participantes terão patrocínios das empresas Atacadão Doce Lar, Cazza Imóveis, Cefetri, Centro Odontológico, Eletromontes, Haras Pacuí, Jac´s Fast Food, Neném Veículos, O Boticário, Quero Pizza, Restaurante Sabor Brasileiro, Stylo Inox, Suporte Consultoria, W.E. Dedetização e Uai Tintas. 
Este ano a competição promete grandes confrontos, tendo em vista a ótima qualidade dos atletas e ao bom equilíbrio técnico das equipes participantes, com muitos favoritos à conquista do título. E que aqueles times mais dedicados, capacitados, equilibrados e eficientes levantem as taças de campeão nas três categorias. 
Um grande abraço espinosense.


segunda-feira, 5 de junho de 2017

1767 - O Rock está vivo, muito vivo!

Nos últimos dias o mundo da música esteve em completa agitação, pelo menos para os aficionados pelo Rock and Roll. Vários ícones desse poderoso gênero musical apresentaram aos internautas algumas de suas novas composições, que estarão presentes nos mais recentes álbuns gravados.

Para comemorar os 20 anos do ótimo e lendário álbum "OK Computer", o Radiohead irá lançar, no dia 23 de junho, uma edição especial do disco, denominada "OK Computer: OKNOTOK 1997-2017", com mais 11 gravações raras, 3 delas inéditas. Uma é esta, "I Promise". As outras duas são "Man of War" e "Lift". O videoclipe de "I Promise" foi produzido pela Pulse Films e tem a direção de Michał Marczak.

"I Promise"
Radiohead

I won't run away no more, I promise
Even when I get bored, I promise
Even when you lock me out, I promise
I say my prayers every night, I promise
I don't wish that I'm spread, I promise
The tantrums and the chilling chats, I promise
Even when the ship is wrecked, I promise
Tie me to the rotten deck, I promise
I won't run away no more, I promise
Even when I get bored, I promise
Even when the ship is wrecked, I promise
Tie me to the rotten deck, I promise
I won't run away no more, I promise


Eu Prometo
Radiohead

Eu não vou mais fugir, eu prometo
Mesmo quando eu ficar entediado, eu prometo
Mesmo quando você me trancar para fora, eu prometo
Eu faço minhas preces todas as noites, eu prometo
Eu não desejo que eu seja rígido, eu prometo
As birras e as conversas assustadoras, eu prometo
Mesmo quando o navio estiver destruído, eu prometo
Amarre-me à plataforma corroída, eu prometo
Eu não vou mais ficar de brincadeira, eu prometo
Mesmo quando eu ficar entediado, eu prometo
Mesmo quando você me trancar para fora, eu prometo
Eu faço minhas preces todas as noites, eu prometo
Eu não vou mais ficar de brincadeira, eu prometo






O Arcade Fire lançou oficialmente na tarde desta quinta-feira, dia 1º de junho, a música "Everything Now". A canção tem o mesmo título do quinto álbum de estúdio da banda canadense, que chegará ao mercado no dia 28 de julho. O vídeo teve como produtores, além dos integrantes da banda, Thomas Bangalter (do Daft Punk) e o ex-baixista do Pulp. Steve Mackey. 

Everything Now

I'm in the black again
Can't make it back again
We can just pretend
We're making home again
From everything now

Every inch of sky's got a star
Every inch of skin's got a scar
I guess you've got everything now

Every inch of space in your head
Is filled up with the things that you read
I guess you've got everything now
And every film that you've ever seen
Fills the spaces up in your dreams
That reminds me (Everything now, everything now)

Every inch of road's got a sign
And every boy uses the same line
I pledge allegiance to everything now

Every song that I've ever heard
Is playing at the same time, it's absurd
It reminds me, we've got everything now

We turn the speakers up till they break
'Cause every time you smile it's a fake!
Stop pretending, you've got…
Everything now! (I need it)
Everything now! (I want it)
Everything now! (Can't live without)
Everything now! (Can't live without)
Everything now!
Everything now!

Every ancient road's got a town
Daddy, how come you're never around?
I miss you, like everything now

Mama, leave the food on the stove
Leave your car in the middle of the road
This happy family with everything now

We turn the speakers up till they break
'Cause every time you smile it's a fake!
Stop pretending, you've got
Everything now! (I need it)
Everything now! (I want it)
Everything now! (I can't live without)
Everything now! (I can't live without)
Everything now!
'Til every room in my house
Is filled with shit I couldn't live without
(I need it)
(I can't live without)

Everything now! Everything now!

La La La La La La La
La La La La La La La
La La La La La La La

La La La La La La La
La La La La La La La
La La La La La La La

Stop pretending you've got
Everything now! (I need it)
Everything now! (I want it)
Everything now! (I can't live without)
Everything now! (I can't live without)
Everything now! (I can't live)

And every room in my house
is filled with shit I couldn't live without
I mean it
I can't live without
I can't live
Every inch of space in my heart
Is filled with something I'll never star

The ashes of everything now
And then you're black again
Can't make it back again
From everything now


Tudo Agora

Eu estou obscuro novamente
Não pode voltar atrás
Podemos apenas fingir
Que estamos fazendo novamente um lar
De tudo agora

Cada centímetro do céu tem uma estrela
Cada centímetro de pele tem uma cicatriz
Eu acho que você tem tudo agora

Cada centímetro de espaço na sua cabeça
Está preenchido com as coisas que você lê
Eu acho que você tem tudo agora
E cada filme que você já viu
Preenche os espaços em seus sonhos
Isso me lembra (Tudo agora, tudo agora)

Cada centímetro da estrada tem um sinal
E todo menino usa a mesma frase
Eu juro fidelidade a tudo agora

Toda música que eu já ouvi
Está jogando ao mesmo tempo, é absurdo
Isso me lembra, nós temos tudo agora

Aumentamos o som dos alto-falantes até eles estourarem
Porque toda vez que você sorri é falso!
Pare de fingir, você tem
Tudo agora! (Eu preciso disso)
Tudo agora! (Quero isso)
Tudo agora! (Não pode viver sem ele)
Tudo agora! (Não pode viver sem ele)
Tudo agora!
Tudo agora!

Toda antiga estrada tem uma cidade
Papai, por que você nunca está por perto?
Sinto sua falta, como tudo agora

Mamãe, deixe a comida no fogão
Deixe seu carro no meio da estrada
Esta família feliz com tudo agora

Aumentamos o som dos alto-falantes até eles estourarem
Porque toda vez que você sorri é falso!
Pare de fingir, você tem
Tudo agora! (Eu preciso disso)
Tudo agora! (Quero isso)
Tudo agora! (Eu não posso viver sem)
Tudo agora! (Eu não posso viver sem)
Tudo agora!
Até que todo espaço da minha casa
Esteja cheio de porcarias que eu não poderia viver sem
(Que eu preciso)
(Que não posso viver sem)

Tudo agora, tudo agora

La La La La La La
La La La La La La
La La La La La La

La La La La La La
La La La La La La
La La La La La La

Pare de fingir que você tem
Tudo agora! (Eu preciso disso)
Tudo agora! (Quero isso)
Tudo agora! (Eu não posso viver sem)
Tudo agora! (Eu não posso viver sem)
Tudo agora! (Eu não posso viver)

E cada quarto na minha casa
Está cheio de porcarias que eu não poderia viver sem
É sério
Não posso viver sem
Não posso viver
Cada centímetro de espaço no meu coração
Está preenchido com algo que nunca irei estrelar
Corrigir

As cinzas de tudo agora
E então você está obscuro novamente
Não pode voltar atrás
De tudo agora




No dia 1º de junho foi também dia de a banda Foo Fighters surpreender os fãs com o lançamento do videoclipe da inédita canção "Run". No vídeo, os integrantes da banda, caracterizados como simpáticos velhinhos, se apresentam em um asilo e, com a batida possante do Rock and Roll, reacendem a chama da vida nos corações dos idosos. A direção é do líder da banda, Dave Grohl.

Run

Wake up
Run for your life with me
Wake up
Run for your life with me
In another perfect life
In another perfect life
We run
We run
We run

Your hands are off the rain
Another measure of what you're gonna do
Another heartless change
Send me things you raised, what you're gonna do
I need some room to breathe
You can stay asleep if you want it to
They say the guilty sleeps
You can run with me if you want it to
You can run with me if you want it to

Keep all the time
Run fast
Fear somewhere run
Wake up
Run for your life with me
Wake up
Run for your life with me
In another perfect life
In another perfect life
We run
We run
We run
Run

We are the nation's faith
Send me things you raised, what you're gonna do
I need some room to breathe
You can run with me if you want it to
You can run with me if you want it to

Keep all the time
Run fast
Fear somewhere run
Wake up
Run for your life with me
Wake up
Run for your life with me
In another perfect life
In another perfect life
We run
We run
We run
Run

Wake up
Run for your life with me
Wake up
Run for your life with me
In another perfect life
In another perfect life
We run
We run
We run


Corra
Foo Fighters

Acorde
Corra por sua vida comigo
Acorde
Corra por sua vida comigo
Em outra vida perfeita
Em outra vida perfeita
Nós corremos
Nós corremos
Nós corremos

Suas mãos estão fora da chuva
Outra medida do que você vai fazer
Outra mudança sem coração
Envie-me coisas que você criou, o que você vai fazer
Preciso de algum espaço para respirar
Você pode ficar dormindo se quiser
Eles dizem que o culpado dorme
Você pode correr comigo se quiser
Você pode correr comigo se quiser

Mantenha todo o tempo
Corra rápido
Medo em algum lugar, corra
Acorde
Corra por sua vida comigo
Acorde
Corra por sua vida comigo
Em outra vida perfeita
Em outra vida perfeita
Nós corremos
Nós corremos
Nós corremos
Corre

Nós somos a fé da nação
Envie-me coisas que você criou, o que você vai fazer
Preciso de algum espaço para respirar
Você pode correr comigo se quiser
Você pode correr comigo se quiser

Mantenha todo o tempo
Corra rápido
Medo em algum lugar, corra
Acorde
Corra por sua vida comigo
Acorde
Corra por sua vida comigo
Em outra vida perfeita
Em outra vida perfeita
Nós corremos
Nós corremos
Nós corremos
Corre

Acorde
Corra por sua vida comigo
Acorde
Corra por sua vida comigo
Em outra vida perfeita
Em outra vida perfeita
Corrigir
Nós corremos
Nós corremos
Nós corremos




O Rock and Roll está vivo e assim permanecerá por muito tempo ainda, espero.
Um grande abraço espinosense.