Espinosa, meu éden

Espinosa, meu éden

quarta-feira, 26 de abril de 2017

1742 - A Skol inova no marketing

Não é novidade para ninguém que o corpo feminino sempre foi utilizado para vender de tudo, desde palitos de fósforos até automóveis de luxo. As belezas curvilíneas das mulheres sempre foram super utilizadas pelos marqueteiros, especialmente em comerciais de cerveja. Mas, felizmente, nos últimos tempos, uma das mais famosas marcas de cerveja do Brasil, a Skol, enveredou por um caminho mais moderno, inteligente e mais antenado com as visões da parte mais progressista da sociedade. 
A Skol merece aplausos pela luta contra o machismo, a homofobia e o preconceito contra os idosos. Saiu da mesmice e está tendo a coragem e a sensatez de produzir comerciais com mensagens de aceitação, de miscigenação, de união, de respeito, de boa convivência com os diferentes. Há pouco tempo, lançou um vídeo bem legal, o Repost Skol, em que oito ilustradoras convidadas recriaram pôsteres antigos da Skol, que traziam mulheres seminuas, sob um novo olhar, menos sensual. Teve também um vídeo lançando latas de cerveja em uma edição especial, a Skolors, com cores da pele das diversas gentes da nossa população, propagando a nossa diversidade. Outro comercial, sobre a chegada do Verão, é sensacional. Nele, com o slogan "Redondo é sair do seu quadrado", a Skol convoca todo mundo a sair de casa, aproveitar o Verão e se divertir, não se incomodando se está gordinho e fora de forma, se é barrigudo, careca, peludo ou narigudo. O mundo é de todo mundo, afinal. 
O mais recente que vi, com o título de Velhovens, trata de maneira elogiável a convivência harmoniosa e respeitosa entre pessoas das mais variadas idades, jovens e idosos curtindo juntos momentos felizes, sem o menor preconceito. É disso que precisamos. De mensagens enaltecedoras do bem, do bom relacionamento entre as pessoas, da disseminação da paz, da harmonia e da igualdade. Viva a Skol! Mas, claro, nunca é demais lembrar: se beber, não dirija! 
Um grande abraço espinosense.


terça-feira, 25 de abril de 2017

1741 - Formatura de Víctor de Freitas Rocha

Felicidade! Alegria! Aquele sentimento profundo de êxtase por presenciar uma conquista importante após dias e dias de dura batalha e superação de imensas dificuldades. É isso que sinto ao ver esse garoto, que passou, e ainda passa, por momentos de provação, conquistar a sua formação superior com seriedade e perseverança.
Víctor de Freitas Rocha é espinosense, filho dos meus amigos Valéria de Freitas Rocha e Antônio Líncoln de Carvalho Rocha. Ele está-se formando na semana que vem em Serviço Social pela Unimontes - Universidade Estadual de Montes Claros.
Aos amigos mais chegados, a Missa em Ação de Graças será realizada às 20 horas do dia 4 de maio, quinta-feira, na Igreja Nossa Senhora da Consolação, localizada na Rua Alagoas, nº 335, no Bairro Cintra.   
À Valéria e sua família, o reconhecimento pela árdua luta cotidiana e pela dedicação extrema no sentido de proporcionar condições para que esta vitória acontecesse.
Ao Víctor, os parabéns pelo expressivo triunfo e as orações para que o seu futuro seja repleto de alegria, de muito sucesso e realizações tanto na carreira profissional quanto na vida pessoal. Que Deus seja seu companheiro fiel em todos os momentos da sua caminhada.
Um grande abraço espinosense.


segunda-feira, 24 de abril de 2017

1740 - E Jerry Adriani se foi

Tenho quase absoluta certeza de que você não tinha jamais ouvido falar de um tal de Jair Alves de Sousa, cidadão brasileiro nascido no Brás, em São Paulo, aos 29 de janeiro de 1947. Mas a partir da sua morte ocorrida ontem, aos 70 anos de idade, muitos passarão a saber quem ele era. O Jair era ninguém menos que o famoso Jerry Adriani, cantor, ator e apresentador de TV. 
Jerry iniciou sua carreira como vocalista da banda "Os Rebeldes" na TV Tupi de São Paulo. Em 1964, com apenas 17 anos, lançou os seus dois primeiros discos, "Italianíssimo" e "Credi a Me", ambos cantados em italiano. Um ano depois, mais um LP lançado, desta vez cantando em português: "Um Grande Amor". Entre dezenas de discos gravados, cerca de 30, alguns se destacam. No de 1990, "Elvis Vive", ele interpretou, em versões, os maiores sucessos de Elvis Presley, seu grande ídolo. Outro disco, o que mais vendeu cópias desde a Jovem Guarda, quando ele havia feito enorme sucesso, foi o "Forza Sempre", de 1999, onde ele interpretou os maiores sucessos da Legião Urbana, em versões em italiano. Seu último trabalho foi o DVD "O Outro Jerry Adriani".


Em carreira paralela, tornou-se apresentador de televisão no programa "Excelsior a Go Go", na antiga TV Excelsior de São Paulo, passando posteriormente para a TV Tupi de São Paulo, onde apresentou o programa "A Grande Parada". Como ator, participou de três filmes e atuou também em novela e fez participações em programas de humor.

George Harrison e Jerry Adriani nos anos 60
Não que eu fosse grande admirador de Jerry Adriani, mas sempre respeitei o seu trabalho, sobretudo na música. Tive a oportunidade de assistir em praça pública um show seu em Espinosa, com predominância no repertório de músicas roqueiras e achei bem legal. Ele possuía uma ótima voz e cantava muito bem. Muitos brasileiros o tinham como ídolo, desde o seu incrível sucesso cantando músicas românticas na época da Jovem Guarda. Interessante é que uma de suas mais conhecidas gravações, a música "Doce Doce Amor", é de autoria do seu grande amigo e compadre Raul Seixas, que produziu alguns de seus discos. Pouca gente sabe que Raulzito não compôs apenas rocks, mas também boleros e músicas românticas nos anos 70, antes de se destacar como o roqueiro mais maluco e porreta do país.


Que descanse em paz, Jerry Adriani. Um artista íntegro, de uma carreira longeva, com bastante carisma, admirado por todos e de muita humildade, explicitada na sua bela frase: "O público é o grande juiz do artista, artista sem público não existe". Exato, na mosca!
Um grande abraço espinosense.

   

1739 - Lionel Messi, 500 gols pelo Barcelona!

Não poderia haver momento mais propício para se chegar a uma marca extraordinária na trajetória de um dos maiores craques e ídolos da história do futebol. Na partida de ontem, 23 de abril, no esperado clássico entre Real Madrid e Barcelona, pela La Liga Espanhola, no Santiago Bernabéu, o premiado melhor jogador de futebol do mundo por 5 vezes, marcou dois gols na vitória do seu time por 3 x 2 e conseguiu a façanha de alcançar 500 gols marcados vestindo a gloriosa camisa do gigante catalão.
500 gols! Não é para qualquer um marcar tantos gols por uma só instituição. Mas Lionel Messi é um ser de outro mundo, completamente iluminado e dotado de um talento extraordinário para cuidar carinhosamente e intimamente da bola, obediente como nunca aos seus habilidosos pés.



Dos 500 gols marcados, 343 foram pelo Campeonato Espanhol (La Liga), 94 pela Champions League, 43 pela Copa do Rei, 12 pela Supercopa da Espanha, 5 pelo Mundial da FIFA e 3 pela Supercopa Europeia. Os gols aconteceram durante 577 partidas realizadas pelo craque, com uma média excepcional de 0,86 por jogo. Nesta temporada o gênio argentino já marcou 47 gols em 46 partidas.




A história daquele menino franzino no Barcelona começou cedo, ainda nas categorias de base, na categoria infantil. Foi preparado fisicamente e psicologicamente para mostrar ao mundo logo adiante toda a sua genialidade com a bola. A estreia no time principal se deu em um amistoso contra o Porto de Portugal, na inauguração do Estádio do Dragão, em 16 de novembro de 2003, com apenas 16 anos. O primeiro gol na carreira profissional aconteceu no dia 1º de maio de 2005, na partida contra o Albacete, no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol, depois de receber uma assistência mágica do parceiro Ronaldinho, então o ídolo maior do time. Nesta sua nona partida como profissional, o Barcelona venceu o Albacete por 2 x 0. O primeiro gol deste jogo foi marcado pelo atacante Samuel Eto´o. Aos 42 minutos do segundo tempo, Eto´o foi substituído por Messi, que marcou seu primeiro gol pelo Barcelona de uma forma magistral que iria se repetir inúmeras vezes, com um leve toque por cima do goleiro adversário, após passe por elevação de Ronaldinho Gaúcho. Daí em diante, foram mais 499 tentos marcados, muitos deles merecedores de placas no estádio e pagamento em dobro do ingresso, tamanha a beleza e a importância das finalizações.





Eu tenho plena consciência da alegria que é estar vivo para ver, mesmo na TV, essas maravilhas criadas por Messi nos gramados do mundo. Certamente ele é um dos 5 melhores jogadores de toda a história do futebol. Ou pelo menos um dos 5 meus maiores ídolos do futebol. Um gênio! E se Deus quiser, ainda espero ter muito tempo para vê-lo brilhar cada vez mais no futuro próximo. Vida longa ao Messi!
Um grande abraço espinosense.

Acesse aqui para ver as imagens do 500º gol de Messi no You Tube:                                                       https://www.youtube.com/watch?v=-shCzYQ-dko

sábado, 22 de abril de 2017

1738 - É hora de vagabundear

Relutei bastante até decidir postar aqui a minha chegada ao esperado tempo do ócio remunerado. E só o faço pelo respeito e agradecimento aos vários colegas e amigos com quem tive o prazer de conviver nessa minha trajetória profissional iniciada aos 13 anos de idade, ainda menino, na minha Espinosa querida. 
Foram exatamente 35 anos e 13 dias de trabalho no Banco do Brasil, desde o dia 16 de dezembro de 1981, quando aquele jovem ingênuo e sonhador conseguiu realizar o sonho de integrar o quadro de funcionários desta exemplar empresa de enorme tradição e importância para o país. Lembro-me bem de ter sido recepcionado com toda a gentileza e boa vontade pelo sub-gerente Anísio Rocha Batista, um gentleman, gente da melhor qualidade, espécime não raro na instituição. Muitos outros grandes colegas e amigos foram fundamentais na minha formação nesse longo percurso, entre eles Izaías Mariano Mendes (Zazá) e Antônio Felisberto Fernandes (Tuka), a quem devo muito. Roberto Carlyle Gonçalves Lopes (Quinha), Valdevino Alves Sobrinho, Djair Luiz Fróis, Élcio Alves Alencar e Hernan Antunes Rocha também muito me ajudaram nesses anos todos. Existem muitos outros, que espero não se zanguem por não terem sido listados aqui. Todos eles estarão para sempre em meu coração.







Mas minha história de trabalho não se deu somente ali. Meu primeiro emprego foi-me arranjado por minha mãe na Casa Fátima, de Seu Guilherme, loja então localizada na Praça Coronel Heitor Antunes, esquina com 9 de Março. Lá, trabalhei no setor de materiais de construção por apenas dois meses, por não me adaptar aos rígidos requisitos da empresa. Àquela época, eu era apenas um adolescente inocente e petulante. Pouco tempo depois, minha mãe me arrumou outro trabalho, desta vez na mercearia de Albino da Costa Ramos, localizada na Rua da Resina, lá no fundo do então Mercado Municipal. Lá trabalhei por alguns anos e fiz muitos amigos. Depois consegui uma vaga no escritório de contabilidade de José Jorge, um serviço mais cerebral e muito menos pesado, onde também fiz muitos amigos ao longo de uns 2 anos. Na implantação da Rádio Educadora pelo Padre Martin Kirscht na cidade, sob a direção de Juraci Barbosa Lima e Otacílio Lage, apareceu uma chance de trabalho no setor de contabilidade, e com carteira assinada. Nos empregos anteriores eu ganhava no máximo meio salário mínimo e não tinha registro em carteira, o que se mostrou definitivamente negativo na obtenção do meu tempo de aposentadoria. Consegui o cargo e fui trabalhar na Rádio sob a chefia de meu prezado Hildebrando Cerqueira, o Bandim. Como a Rádio estava começando, não havia muito trabalho a fazer e eu soube aproveitar bem o tempo livre para estudar para o concurso do Banco do Brasil, o que foi fundamental para meu sucesso na prova aplicada dali há alguns dias. Ao passar no concurso, deixei a Educadora onde fiquei por menos de dois meses, mas tempo suficiente para amealhar novos e bons amigos. Tenho o maior apreço e gratidão a esse pessoal todo que deu-me oportunidade de trabalho.

Prédio da antiga Casa Fátima

Prédio da Mercearia Ramos
Prédio da Contabilidade Jorge
Foram 41 anos de batalha diária na busca pela sobrevivência, graças a Deus. É o encerramento de um ciclo e, consequentemente, o início de outro, este, espero, mais prazeroso, mais descompromissado, mais sossegado e igualmente feliz. Agora, depois de tantas aventuras vivenciadas e amigos conquistados, é hora de descansar. Espero viajar pelos lugares que sempre quis conhecer. Espero tomar banho nas cachoeiras, rios e praias onde sempre imaginei estar, sem pressa ou estresse. Espero ler os livros que descansam indolentemente na estante à minha espera há algum bom tempo. Espero assistir a todos os filmes que sempre me atraíram a atenção. Espero dedicar mais espaço na minha agenda à prática de esportes, sobretudo as peladas de futebol. Espero muito mais vezes me espalhar preguiçosamente no sofá para escutar meus cantores favoritos e curtir em estado de êxtase suas canções que me tocam a alma. Enfim, espero aproveitar mais o tempo livre para estar em sintonia com a minha família e os meus amigos.


E foi assim a despedida. Exatamente às 16 horas do dia 29 de dezembro de 2016, última quinta-feira do ano, acessei o sistema do BB para realizar o meu último registro de saída no ponto eletrônico. 
Rogo a Deus para que me dê muita saúde, paz, paciência e discernimento para tornar a minha vida e a de todos ao meu redor mais feliz e justa.
Deixo aqui registrado o meu agradecimento sincero a todos aqueles com quem convivi nesses anos todos, desde os ocupantes dos cargos mais elevados até os mais simples. Todos vocês fizeram e fazem parte da minha história. Muito obrigado, pessoal, e que Deus os proteja!
Um grande abraço espinosense.   












1737 - Reabertura do Caldeirão e início dos JEMG em Espinosa

Para aqueles que gostam de futebol, esse domingo será bem legal. Depois de ficar um bom tempo interditado para a recuperação do seu gramado, o Estádio Caldeirão será reaberto neste domingo, dia 23 de abril, com uma programação especial de várias partidas de futebol. 
A partir das 7 horas da manhã acontecerá a primeira partida do dia. Os meninos do Santos Dumont enfrentarão os do Ypiranga, na categoria sub-13. Logo depois, às 8 horas, será a vez de o time do La Bombonera enfrentar o da Soledade, no sub-15. Na terceira partida, o espaço está reservado para a apresentação dos jogadores veteranos, com o confronto entre Minas e Ypiranga. E para encerrar a manhã esportiva, por volta das 10 horas, os times amadores do La Bombonera e Alambique vão se encarar na busca pela vitória.

 

Outra boa notícia é que, na próxima segunda-feira, dia 24 de abril, irão se iniciar os Jogos Escolares de Minas Gerais - JEMG. Foram realizadas reformas no Ginásio Poliesportivo Mateus Salviola Antunes, palco dos jogos entre os estudantes. A reinauguração será realizada às 18 horas. Logo após, será realizada a abertura dos Jogos Escolares em cerimônia na Praça Antonino Neves com a presença do prefeito Mílton Barbosa e sua equipe de trabalho, por volta das 19 horas, conforme informações da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer, Turismo, Infância e Juventude.
Fico feliz em saber que o esporte está tendo atenção especial na administração da cidade de Espinosa, abrindo espaço para a participação efetiva da garotada nas competições esportivas de várias modalidades. Que assim continue!
Um grande abraço espinosense.

  

segunda-feira, 17 de abril de 2017

1736 - Vamos eleger a nossa Pathy como destaque do vôlei nacional

Ela foi descoberta assim meio por acaso no ano de 2013, disputando uma competição escolar de outro esporte, o handebol. Não fosse a visão privilegiada do delegado da Federação Estudantil de MG, Augusto Figueiredo, que acompanhava a competição, talvez ela continuasse completamente desconhecida e ainda atuando como atleta amadora em Espinosa, e de handebol. Mas o Augusto percebeu nela a altura, a garra, a força e o talento de alguém que poderia se destacar no mundo de outro esporte, o vôlei de praia. E não deu outra! 
Ana Patrícia Silva Ramos, a Pathy, filha de João Motos e Eugênia Dolores, se adaptou rapidamente ao esporte e a cada dia cresce e se desenvolve como atleta de prestígio, demonstrando toda a sua capacidade técnica, ganhando títulos e alcançando posição de destaque no cenário esportivo da categoria no Brasil e no mundo. Quem não se lembra da sua brilhante conquista, ao lado da parceira Duda Lisboa, ainda no início da carreira, conquistando a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude em Nanquim, na China?
Pois é, agora chegou a hora de retribuirmos a ela toda a repercussão positiva do seu trabalho levando ao mundo o nome da nossa Espinosa. A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) está promovendo uma votação popular no seu site para eleger o "Craque da Galera", masculino e feminino, como forma de reconhecimento do trabalho realizado na temporada 2016/2017 do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia. A votação pode ser realizada até o dia 26 de abril no site voleidepraia.cbv.com.br/craque-da-galera. A cerimônia de entrega da premiação vai acontecer durante a competição do "Superpraia", que acontece no final do mês de abril em Niterói, no Rio de Janeiro.  
Então vamos lá, galera espinosense! Votem na Pathy, peçam aos seus amigos e familiares para fazerem a mesma coisa e peçam a eles para pedirem a todo mundo que conhecem para que façam o mesmo. Vamos valorizar essa menina humilde, talentosa e brilhante que eleva sobremaneira o nome da nossa cidade para o mundo. Divulguem a todos ao seu redor. Vamos tentar eleger a Pathy, pois ela merece e muito. Conto com vocês!
Um grande abraço espinosense. 


Para relembrar:

Campanha da dupla brasileira em Nanquim, na China:

Paty/Duda (BRA) 2 x 0 Caputo/Muno (EUA) – 21/18 e 21/11
Paty/Duda (BRA) 2 x 0 Adamcikova/Valkova (CHE) – 21/19 e 21/08
Paty/Duda (BRA) 2 x 0 Tu/Le (VIE) – 21/6 e 21/14
Paty/Duda (BRA) 2 x 0 Rohrer/Gerson (SUI) – 21/16 e 21/18
Paty/Duda (BRA) 2 x 0 Turay/Kadi (SLE) – W.O. (a dupla de Serra Leoa foi forçada a abandonar a competição pois o governo chinês temia a disseminação do vírus Ebola)

Oitavas de final:
Paty/Duda (BRA) 2 x 0 Bernier/Cajigas (PUR) – 21/16 e 21/12

Quartas de final:
Paty/Duda (BRA) 2 x 0 Verasio/Hiruela (ARG) – 26/24 e 21/14

Semifinal:
Paty/Duda (BRA) 2 x 0 Makroguzova/Rudykh (RUS) – 21/18 e 21/19

Final:
Paty/Duda (BRA) 2 x 1 McNamara/McNamara (CAN) – 17/21, 21/13 e 16/14

1735 - O resgate do Baltic Ace

O  nosso mundo, apesar de tantas ações e invenções terríveis perpetradas pelo bicho homem, é um palco absolutamente fascinante. A mente humana é capaz de realizar coisas difíceis de acreditar. Quando a gente vê aviões enormes voando pelos céus ou navios gigantescos navegando pelos mares é que a gente se dá conta realmente do poder de criação da mente humana. O mundo nunca deixa de me surpreender, seja positivamente, com a ampliação e esses avanços vertiginosos da tecnologia, como negativamente, com as barbáries cometidas pelo mundo, como atualmente ocorre na Síria.
Mas os grandes feitos humanos precisam ser comemorados. Vejam por exemplo essa história sensacional de um resgate de um navio afundado na costa holandesa, contendo cerca de 1400 automóveis em seus porões de carga. O MV Baltic Ace afundou em menos de 15 minutos na rota entre a Bélgica e a Finlândia, a apenas 50 milhas náuticas de Roterdã, o maior porto da Europa. O acidente ocorreu após uma violenta colisão com um navio de contêineres, o Corvus J, em 5 de dezembro de 2012. O Baltic Ace transportava 1.417 carros da marca Mitsubishi e 540 mil litros de óleo a bordo. Infelizmente, 21 dos 34 tripulantes do Baltic Ace perderam as vidas no acidente. No Corvus J, que teve algumas pequenas avarias, todos os 12 marinheiros sobreviveram.



Para realizar a difícil operação de resgate e limpar o leito do mar em uma das mais movimentadas rotas marítimas do mundo, a Noord Hinder, foram gastos nada menos que 73 milhões de dólares, pagos às empresas Boskalis e Mammoet Salvage. O gigantesco trabalho iniciou-se em maio e foi completado com êxito em outubro de 2015. Foram retiradas 13 mil toneladas de metal da embarcação, que foi cortada em oito pedaços para a facilitação da retirada do material pelas poderosas máquinas. Foram utilizados mais de 18 navios e cerca de 150 pessoas na operação. Um verdadeiro sucesso!
Um grande abraço espinosense.


1734 - A magia musical de Ana Vidović

Olhando essa menina tocar violão, a gente parece se sentir flutuando, navegando pelo espaço, sobre as nuvens, tamanha a sua delicadeza e destreza com os dedos sobre as cordas do instrumento. Às vezes suavemente, outras de forma vigorosa, seus dedos correm mágicos pelas cordas extraindo sons de extrema formosura, que afagam plenamente a alma.  
Esta é Ana Vidović, uma virtuose no violão, nascida aos 8 de novembro de 1980 em Karlovac, próximo de Zagreb, na Croácia. Inspirada pelo irmão Viktor, começou a estudar violão clássico aos 5 anos de idade e aos 7 já fazia a sua primeira apresentação pública. Com 11 anos passou a fazer apresentações internacionais e aos 13 tornou-se a mais jovem estudante na Academia Nacional de Música de Zagreb, sob os cuidados do mestre István Römer. Sua respeitada reputação na Europa rendeu-lhe um convite para estudar com Manuel Barrueco no Peabody Conservatory na cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, onde ela se formou em 2005.

  
A artista já realizou recitais em várias cidades do mundo, entre elas Londres, Paris, Viena, Salzburgo, Roma, Budapeste, Varsóvia, Tel Aviv, Oslo, Copenhague, Toronto, Baltimore, San Francisco, Knoxville, Houston, Austin, Dallas, St. Louis e Jacarta. Por conta do seu incrível talento, foi premiada em várias competições pelo mundo, como o Concurso Internacional Albert Augustine em Bath, Inglaterra; a competição Fernando Sor em Roma, Itália; e o concurso Francisco Tárrega em Benicasim, Espanha. Outros prêmios importantes incluem o Concurso da Eurovisão para Jovens Artistas; o Concurso Mauro Giuliani, na Itália; o Printemps de la Guitare, na Bélgica e o Young Concert Artists International Auditions em Nova York. 
Para conferir a sua virtuosidade com o violão nas mãos, veja os vídeos abaixo.
Um grande abraço espinosense.






quinta-feira, 13 de abril de 2017

1733 - Cristiano Ronaldo, um prodígio!

O cara pode ser vaidoso ao extremo e atrair sentimentos de desdém de uma parte dos aficionados pelo futebol no mundo inteiro. Mas ninguém, em sã consciência, pode se dar ao luxo de não aceitar a realidade de que o jogador português Cristiano Ronaldo é um prodígio, um dos atletas mais eficientes e bem sucedidos da história do esporte. Os números conquistados por ele ano após ano não deixam dúvidas da sua firme determinação em se tornar uma lenda e a sua incrível capacidade na arte de se relacionar amigavelmente com a bola.


Foi na freguesia de Santo António, na cidade portuguesa do Funchal, na Ilha da Madeira, em 5 de fevereiro de 1985, que veio ao mundo um menino posteriormente batizado Cristiano Ronaldo dos Santos Aveiro. Começou a carreira profissional no Sporting em 2002, sendo transferido ao Manchester United em 2003, onde começou a despontar como ícone, conquistando a sua primeira taça da Premier League na temporada 2006/2007. Na temporada seguinte, 2007/2008, além de ganhar novamente a Premier League, ganhou seu primeiro título da Champions League e o Mundial da FIFA. Ainda pelo Manchester United, conquistou mais uma Premier League (2008/2009), 1 Copa da Inglaterra (2003/2004), 2 Copas da Liga Inglesa (2005/2006 e 2008/2009) e 1 Supercopa da Inglaterra (2007/2008). Em 2009, na maior transação da história do futebol até ali, Cristiano Ronaldo se transferiu para o poderoso Real Madrid, onde iria se consolidar como um dos maiores astros de todos os tempos. Foram cerca de 94 milhões de euros envolvidos na transferência. 
O seu primeiro gol com a camisa do Real aconteceu em um amistoso contra a Liga Deportiva Universitária (LDU) do Equador, pela Taça da Paz, na vitória por 4 x 2 em 28 de julho de 2009. Pela La Liga, marcou o seu primeiro gol em 29 de agosto, de pênalti, na vitória em casa sobre o Deportivo La Coruña por 3 x 2. Na Champions League, em partida com o FC Zurique, vencida por 5 x 2, ele faria seus dois primeiros gols na competição, ambos em cobranças de falta.


Bater recordes é uma constante na carreira do CR7. O gajo galã já ganhou quase tudo na sua carreira: Premier League, La liga, Eurocopa, Mundial da FIFA e Champions League.  
Os recordes se sucedem em ritmo acelerado. 
- Mais hat-tricks em uma única edição da Champions League: três;
- Mais hat-tricks na competição: cinco (ao lado de Messi);
- Mais gols na fase de grupos em uma única edição: 11 gols;
- Maior artilheiro durante um ano: marcou 16 gols em 2015;
- Primeiro jogador a fazer pelo menos dez gols em cinco temporadas seguidas da Champions;
- Mais gols de pênaltis: 11 vezes;
- 707 jogos, 513 gols e 172 assistências na carreira;
- Maior artilheiro da história do Real Madrid: 390 gols (à frente de Raúl González - 323, e Alfredo Di Stéfano, 307); 
- 138 jogos e 71 gols pela Seleção Portuguesa;
- Nas últimas temporadas: 69 gols, 17 assistências, 8 hat-tricks (2013); 61 gols, 18 assistências (2014); 57 gols, 18 assistências (2015); 55 gols, 17 assistências, 7 hat-tricks (2016).  


Prêmios individuais então, é uma imensidão de premiações, tanto como o melhor jogador de partidas e campeonatos como de artilharia nas mais diversas competições. Em sua casa deve estar faltando espaço para tantas medalhas e troféus. A honra mais recente aconteceu em janeiro de 2017, quando foi eleito pela FIFA como o melhor jogador do mundo, pela quarta vez, de maneira incontestável. 
Para não sair da rotina, Cristiano Ronaldo bateu mais um recorde nesta semana. Ao marcar por duas vezes na vitória do Real Madrid sobre o Bayern de Munique por 2 x 1, pela Champions League, na quarta-feira, 12 de abril, o atleta português tornou-se o primeiro jogador a marcar 100 gols em competições europeias, um marco considerável.





Tenha paixão ou não pelo Cristiano Ronaldo (pessoalmente, sou mais fã do Messi), a verdade é que o capitão da Seleção de Portugal é um fenômeno com a bola nos pés, dono de uma gana e de uma dedicação extremas na profissão que escolheu. É uma atleta completo. É obediente taticamente, possui um senso extraordinário de posicionamento em campo, revela uma conduta irrepreensível no trato com os colegas, demonstra um profissionalismo exemplar, mostra toda a sua gana de vencer e finaliza como ninguém, seja de cabeça, de chutes com ambas as pernas, de todas as posições do campo, de fora ou de dentro da área, de falta ou de pênalti. Enfim, um verdadeiro craque do futebol.
Parabéns ao Cristiano Ronaldo pelos seus feitos na carreira e que sua caminhada pelos gramados do mundo, enchendo-nos de alegria pela magia que nasce dos seus pés, tenha vida longa.
Um grande abraço espinosense.


Títulos:

Manchester United:
Campeonato do Mundo de Clubes da FIFA: 2008
Liga dos Campeões da UEFA: 2007–08
Premier League: 2006–07, 2007–08, 2008–09
Copa da Inglaterra: 2003–2004
Copa da Liga Inglesa: 2005–2006, 2008–2009
Supercopa da Inglaterra: 2007, 2008

Real Madrid:
Campeonato do Mundo de Clubes da FIFA: 2014, 2016
Liga dos Campeões da UEFA: 2013–14, 2015–16
Supercopa da UEFA: 2014, 2016
Campeonato Espanhol: 2011–12
Copa Del Rey: 2010–11, 2013-14
Supercopa da Espanha: 2012
World Football Challenge: 2011, 2012
Troféu Santiago Bernabéu: 2010, 2011, 2013, 2015
Troféu Teresa Herrera: 2013
International Champions Cup: 2015 (Austrália e China), 2013 

Seleção Portuguesa:  
Campeonato Europeu: 2016

Fontes: wikipedia.org e cristianoronaldo.com

terça-feira, 11 de abril de 2017

1732 - As mágicas do Barcelona e do Dynamo

Quem acompanha futebol pelo mundo inteiro deve ter visto, pelo menos na TV, um acontecimento singular na história deste esporte, um dos mais amados do planeta. Em uma quarta-feira, dia 8 de março passado, o time do Barcelona entrou mais uma vez para a história do futebol, depois de uma façanha espetacular. A equipe catalã, formada por craques tão especiais como Lionel Messi, Andrés Iniesta e Neymar, conseguiu o que parecia impossível: reverter uma considerável vantagem da equipe francesa do Paris Saint-Germain conquistada na primeira partida das oitavas de final da Champions League.
No primeiro confronto, realizado em 14 de fevereiro no Estádio Parc des Princes, o PSG havia vencido por goleada o Barcelona por 4 x 0. Na partida de volta, disputada no Estádio Camp Nou, os jogadores do Barcelona fizeram o milagre de realizar uma virada histórica, certamente a maior da história da competição. Começaram marcando logo aos 3 minutos de jogo, com Luis Suárez. Layvin Kurzawa fez o segundo, contra, aos 40 minutos do primeiro tempo. Logo no início da segunda etapa, Messi converteu o pênalti sofrido por Neymar. 3 x 0 no placar, mas faltavam ainda dois gols. Mas aí veio o balde de água gelada jogado pelo PSG. O atacante Cavani diminuiu a vantagem catalã marcando seu gol aos 17 minutos. Este resultado favorável de 3 x 1 (mantido até os 42 minutos), não era suficiente para a classificação do Barcelona. Era preciso marcar mais três gols em menos de 8 minutos, um verdadeiro milagre. E ele veio, de forma sensacional. Aos 43 minutos, Neymar marcou um belo gol, cobrando falta. Aos 45, fez outro de pênalti, sofrido por Suárez. E no último minuto dos acréscimos, Neymar foi mais uma vez fundamental e deu a assistência para Sergi Roberto marcar e decretar a vitória do Barcelona pelo placar de 6 x 1, a classificação para as quartas de final da Champions League e um dos mais incríveis resultados da história do futebol.
Recentemente aconteceu a divulgação de um vídeo onde aparecem imagens de alguns jogadores do Barcelona sendo motivados pelo ilusionista inglês Dynamo (nascido Steven Frayne) em momentos anteriores à incrível proeza realizada. Realmente, a façanha desses jogadores teve muito de mágica.
Um grande abraço espinosense.







segunda-feira, 10 de abril de 2017

1731 - Forró no supermercado

A receita não é nova. Na Internet proliferam vídeos semelhantes com apresentações-surpresa de músicos em hotéis, shoppings ou em locais públicos, sempre emocionantes. Mas esse que descobri hoje é o primeiro em que vi uma apresentação do nosso tradicional forró. Isso se deu em um supermercado de Recife, lá pelo mês de junho do ano passado, presumo.
Na realidade é uma peça de propaganda do Supermercado Extra Bom, gravado em uma seção de frutas e verduras de uma das suas unidades. A música tocada é "Anjo Querubim", de autoria de Petrúcio Amorim.
Petrúcio Antônio de Amorim é um cantor, compositor e violonista brasileiro, nascido aos 25 de janeiro de 1959 em Caruaru, estado de Pernambuco. O artista é muito conhecido no Nordeste do país, com mais de 10 discos lançados e cerca de 200 canções gravadas, sobretudo na seara do forró.
No comercial, enquanto fazem as suas compras rotineiras, os fregueses do estabelecimento são surpreendidos com a cativante interpretação dos músicos capitaneados pelo artista.   
Não sei por que outras empresas não investem nessa parceria tão certeira entre a música e o marketing, que parece trazer bons resultados para todo mundo, especialmente para aqueles a quem é direcionado o apelo comercial, os consumidores. Mesmo que não aumentem as vendas do supermercado em questão, o ganho na imagem da empresa é inquestionável. Afinal de contas, quem resiste a esta maravilhosa batida do nosso forró? 
Um grande abraço espinosense.

Anjo Querubim
Petrúcio Amorim

Fiz você pra mim, meu brinquedo, meu anjo querubim
Meu segredo guardado só pra mim, meu amor mais louco
Até de tanto amar, fiz também algo pra gente ninar
Uma criança pra gente adorar, tudo num sufoco

E você não gosta mais de mim
Vem dizer que eu não soube dar amor
E achar que a vida é mesmo assim
Cada um leva um barco sofredor

Meu baião, coração
Arranca essa dor do meu peito, pra eu não chorar

Comprei sururu, camarão, fiz batida de cajú
Dancei rumba e até maracatu, pra te fazer feliz
Fui até Natal, Salvador, Paraíba, Bacabal
Em Belém você quase passou mal

E eu te fiz feliz...



domingo, 9 de abril de 2017

1730 - O sublime Father John Misty

Confesso que nunca havia ouvido falar desse tal de Father John Misty. Um nome curioso, estranho e até engraçado. Mas depois de ter ouvido algumas canções do mais recente trabalho do cara e me encantar com a qualidade das suas músicas e letras, fui pesquisar sobre a existência do músico. E o Google nos dá resposta para tudo, felizmente.
O tal do Father John Misty na realidade é o cantor, compositor, guitarrista e ex-baterista da banda americana Fleet Foxes, o Joshua Michael Tillman, ou Josh Tillman ou ainda tão somente J. Tillman. Após deixar a banda e iniciar sua carreira solo, Josh lançou oito álbuns com o nome J. Tillman. Por volta de 2012 ele teve uma epifania e resolveu adotar o pseudônimo Father John Misty. O álbum recém-lançado, "Pure Comedy", é o terceiro dessa sua nova fase. Os dois anteriores foram "Fear Fun" (2012) e "I Love You, Honeybear" (2015).
O álbum "Pure Comedy" nem bem foi lançado, anteontem 7 de abril, e já está conquistando admiradores pelo mundo, com críticas excelentes vindo de todos os lados do planeta. O disco contém 13 canções que falam de "progresso, tecnologia, fama, meio ambiente, política, envelhecimento, comunicação social, natureza humana e conexão humana", conforme as próprias palavras do artista. A edição em vinil vem bem caprichada, com dois discos coloridos e encartes com folhas de desenho e imagens. O design da capa do disco é sensacional. Acomoda dezenas de desenhos um tanto macabros e instigadores, forçando uma visão mais atenta e detalhada sobre o sentido de cada um deles.     
As músicas compostas pelo artista são serenas, porém perturbadoras. As letras são ácidas, detonando em cheio as hipocrisias e bandalheiras das engrenagens do mundo corporativo e da sociedade em geral, o que ele chama de "falsificação da liberdade". Ele ainda afirma sobre sua belíssima obra: "O álbum é sobre sobrevivência, e eu acho que o amor é a substância da sobrevivência. A música é o caos. Quando eu escrevo canções, estou abrindo a porta para a loucura."
Entre tantas lindas canções, a canção "Leaving L A" se destaca, com seus 13 minutos de duração e letra cheia de críticas certeiras e muita desesperança. Josh não faz concessões e vai direto ao ponto, sem receio de dizer as verdades em que acredita. Fiquei fã instantaneamente. O cara é muito bom. Lembra-me muito Renato Russo, na clarividência. Não é a toa que ele decreta fulminante no final da letra de "Pure Comedy", sem remorsos ou temor: "Eu odeio dizer isso, mas tudo o que temos é um ao outro." E só. Aleluia! Ainda há vida inteligente no mundo da música.
Um grande abraço espinosense.






Canções do álbum Pure Comedy:
1. Pure Comedy
2. Total Entertainment Forever
3. Things It Would Have Been Helpful to Know Before the Revolution
4. Ballad of the Dying Man
5. Birdie
6. Leaving LA
7. A Bigger Paper Bag
8. When the God of Love Returns There’ll Be Hell to Pay
9. Smoochie
10. Two Wildly Different Perspectives
11. The Memo
12. So I’m Growing Old on Magic Mountain
13. In Twenty Years or So




Leaving L A

[Verse 1]
I was living on the hill
By the water tower and hiking trails
And when the big one hit I’d have a seat
To watch masters abandon their dogs and dogs run free
Oh baby, it’s time to leave
Take the van and the hearse down to New Orleans
Leave under the gaze of the billboard queens
Five-foot chicks with parted lips selling sweatshop jeans

[Verse 2]
These L.A. phonies and their bullshit bands
That sound like dollar signs and Amy Grant
So reads the pull quote from my last cover piece
Entitled "The Oldest Man in Folk Rock Speaks”
You can hear it all over the airwaves
The manufactured gasp of the final days
Someone should tell them ‘bout the time that they don’t have
To praise the glorious future and the hopeless past

[Verse 3]
A few things the songwriter needs
Arrows of Love, a mask of Tragedy
But if you want ecstasy or birth control
Just run the tap until the water’s cold
Anything else you can get online
A creation myth or a .45
You're going to need one or the other to survive
Where only the armed or the funny make it out alive

[Verse 4]
Mara taunts me 'neath the tree
She's like, "Oh great, that's just what we all need
Another white guy in 2017
Who takes himself so goddamn seriously."
She's not far off, the strange thing is
That's pretty much what I thought when I started this
It took me my whole life to learn to the play the G
But the role of Oedipus was a total breeze

[Verse 5]
Still I dreamt of garnering all rave reviews
Just believably a little north of God's own truth
He's a national treasure now, and here's the proof
In the form of his major label debut
A little less human with each release
Closing the gap between the mask and me
I swear I'll never do this, but is it okay?
Don't want to be that guy but it's my birthday
If everything ends with the photo then I'm on my way

[Refrain]
Ohhh-ho-o-oh oh-ho-ho-ho-oh

[Verse 6]
I watched my old gods all collapse
Were way more violent than my cartoon past
It's like my father said before he croaked
"Son, you're killing me, and that's all folks."
So why is it I'm so distraught
That what I'm selling is getting bought
At some point you just can't control
What people use your fake name for

[Verse 7]
So I never learned to play the lead guitar
I always more preferred the speaking parts
Besides there's always someone willing to
Fill up the spaces that I couldn't use
Nonetheless, I've been practicing my whole life
Washing dishes, playing drums, and getting by
Until I figured, if I'm here then I just might
Conceal my lack of skill here in the spotlights
Maya, the mother of illusions, a beard, and I

[Verse 8]
2000 years or so since Ovid taught
Night-blooming, teenage rosebuds, dirty talk
And I'm merely a minor fascination to
Manic virginal lust and college dudes
I'm beginning to begin to see the end
Of how it all goes down between me and them
Some 10-verse chorus-less diatribe
Plays as they all jump ship, "I used to like this guy
This new shit really kinda makes me wanna die"

[Refrain]
Ohhh-ho-oh-oh oh-ho-ho-ho-oh
Ohhh-ho-oh-oh oh-ho-ho-ho-oh

[Verse 9]
My first memory of music's from
The time at JCPenney's with my mom
The watermelon candy I was choking on
Barbara screaming, "Someone help my son!"
I relive it most times the radio's on
That "tell me lies, sweet little white lies" song
That's when I first saw the comedy won't stop for
Even little boys dying in department stores

[Verse 10]
So we leave town in total silence
New Year's Day, it's 6 o'clock AM
I've never seen Sunset this abandoned
Reminds me predictably of the world's end
It'll be good to get more space
God knows what all these suckers paid
I can stop drinking and you can write your script
But what we both think now is...

1729 - Como levar chuva ao Sertão

A criatividade do brasileiro é um negócio extraordinário. Sou admirador desses caras que criam alguns dos comerciais mais interessantes e legais do marketing. Tem muitos deles que nos deixam emocionados. Outros nos levam a cair na gargalhada. Essa última situação é o que ocorreu comigo logo de cara ao ver esse comercial da Nissan divulgando a sua caminhonete Frontier. 
O cenário, apesar da seca tão nossa conhecida, é maravilhoso. O local da gravação do comercial fica na cidade paraibana de São Mamede, exatamente na Vila de Picotes, patrimônio histórico e turístico do município, bem pertinho do pico de mesmo nome. A beleza do lugar já foi utilizada como cenário de alguns filmes nacionais, como "Cinema, Aspirinas e Urubus" (2005) e "Deserto" (2016).
No comercial, desencantados com a seca que destrói toda a plantação e deixa os habitantes sem perspectivas de uma vida melhor, dois homens se unem para trazer a chuva para a pequena localidade perdida no Sertão. A utopia é mesmo maravilhosa. Quem sabe não possamos utilizar a mesma técnica e trazer muita chuva para a nossa Espinosa, enchendo de alegria os corações do nosso bravo povo?
Um grande abraço espinosense.


 

1728 - Nenhum de Nós no Festival de Outono de Porteirinha

A cidade de Porteirinha dá um excelente exemplo às cidades vizinhas de como valorizar a cultura no interior do Estado de Minas Gerais. Desde o dia 17 de março a cidade está promovendo um evento inédito, o 1º Festival de Outono, uma interessante iniciativa da administração municipal para valorizar a cultura no município, dando espaço aos artistas locais, bem como movimentar a economia e proporcionar entretenimento à comunidade. Durante o evento está sendo realizado o Festival de Música, com participação de músicos de toda a região, e o 1º Concurso Sabores de Boteco, que premiará pratos de tira-gostos dos melhores bares da cidade. A promoção é totalmente aberta ao público e tem o apoio da Câmara Municipal de Porteirinha, da Aciport e do Conselho Municipal de Turismo.
Pra finalizar brilhantemente o evento, com data marcada para o dia 22 de abril, sábado, a cidade receberá o show da respeitada banda gaúcha Nenhum de Nós, com mais de 30 anos de estrada e dona de sucessos como "Camila, Camila", "Astronauta de Mármore", "Sobre o Tempo", "Amanhã ou Depois", "Eu Caminhava" e "Canção Da Meia-Noite", entre tantos outros. A apresentação acontecerá na Praça Odilon Coelho.
Aos responsáveis pela idealização e realização de tão importante evento cultural na região Norte de Minas, os parabéns pela bela iniciativa. Que o exemplo possa ser seguido pelas outras cidades da nossa região, tão carente de promoções culturais.
Um grande abraço espinosense.